Empório Colonial
Casa Valoá
Grossi Combustiveis
Cresol Sarandi
  • Cresol Sarandi
  • Casa Valoá
  • Empório Colonial
  • Grossi Combustiveis
  • Home
  • Colunistas
  • Adriano Kaufmann

Oito candidatos disputam a sua preferência no RS. Conheça-os – Por Adriano Kaufmann

imagem coluna

Estamos a um passo do início das campanhas para as eleições. Nesta quarta-feira, 15 de agosto é o prazo final para o registro das candidaturas para as eleições de 2018. A partir de quinta-feira já poderão iniciar as manifestações como comícios, carreatas e propaganda na internet, desde que não seja paga. Já na TV e no rádio a campanha só começa no dia 31 de agosto.

Após as convenções que ocorreram até 05 de agosto, os gaúchos já viram os nomes que irão disputar a sua preferência nas eleições de outubro. O Rio Grande do Sul terá oito candidatos ao Governo do Estado. Para conhecer um pouco de cada um deles, elaborei um breve resumo de cada postulante ao cargo máximo do nosso Estado. Acompanhe:

José Ivo Sartori (MDB): É o atual governador do Estado que busca a reeleição, algo que seria inédito no Estado, já que os gaúchos não costumam reeleger governadores. Durante seu governo Sartori teve de lidar com o vai e vem das negociações sobre a dívida do Estado, a dramática situação da insegurança pública e os constantes parcelamentos de salários dos servidores. Elevou impostos, como o ICMS. Realizou diversas medidas para melhorar as finanças, propondo, inclusive, privatizações polêmicas, mediante consulta popular (plebiscito) que não foi aprovada. As finanças, possivelmente serão o carro chefe das suas novas propostas. Sartori nasceu em Farroupilha e tem 70 anos. Foi professor e filósofo. Na carreira política tem o seguinte currículo: vereador em Caxias do Sul, Deputado Estadual cinco vezes, Deputado Federal, prefeito por dois mandatos em Caxias do Sul e atualmente Governador do Estado do RS. Partidos que integram sua candidatura: MDB, PSD, PSB, PR, PATRIOTAS, PSC, PRP, PMN e PTC. Terá o maior tempo de propaganda, 3 minutos e 12 segundos. O seu vice será novamente José Paulo Cairoli, do PSD.

Eduardo Leite (PSDB): É o candidato mais jovem ao governo do Estado, com apenas 33 anos. A juventude e o forte apoio político torna-o um dos favoritos ao Piratini. Possui formação em Direito. É natural de Pelotas, cidade onde foi vereador, secretário municipal e prefeito no mandato 2013-2016. Não se candidatou a reeleição, mas elegeu sua colega de partido após ótima aprovação de seu mandato. Eduardo vem com propostas que visam desburocratizar e modernizar os serviços públicos. De família de servidores públicos, Eduardo diz que vai priorizar o pagamento dos servidores, pois a qualidade dos serviços públicos passa por servidores motivados. Vê no setor privado uma forma de fazer parcerias para melhorar a vida das pessoas. Tem viajado pelos quatro cantos do Estado em busca de conhecer a realidade de cada região e usa muito a interatividade com seus possíveis eleitores. Segurança será uma das suas prioridades, tanto que seu vice é o Delegado Ranolfo Vieira Júnior, do PTB. Partidos que integram sua candidatura: PSDB, PTB, PP, PPS, PHS, PRB e REDE. Seu tempo na propaganda será de 2 minutos e 42 segundos.

Miguel Rossetto (PT): É natural de São Leopoldo e tem 58 anos. É sociólogo e sindicalista. Foi metalúrgico e petroquímico. Foi um dos fundadores de seu partido. Foi deputado federal, vice-governador de Olívio Dutra, nos governos Lula e Dilma foi Ministro do Desenvolvimento Agrário, Ministro da Secretaria Geral da Presidência da República e do Trabalho e da Previdência Social. Também foi presidente da Petrobrás. É um dos principais nomes da esquerda no Estado. Rossetto promete que os salários serão pagos em dia. Diz que pretende usar o diálogo e a participação popular em seu governo. A recuperação das atividades junto ao Pólo Naval no Sul do Estado, a agricultura, a dívida do Estado e educação terão sua atenção. É um candidato que se opõe a tentar vender o patrimônio público – as privatizações. Integram sua candidatura: PT e PC do B. Seu tempo de propaganda será de 1min e 22 segundos. Sua vice será a professora e política, Ana Affonso do PT.

Jairo Jorge (PDT): Natural de Canoas e com 55 anos, Jairo é jornalista e político. Foi eleito vereador de Canoas em 1988 pelo PT e em 2009, prefeito da cidade. Saiu do PT e filiou-se no PDT. Foi Secretário Executivo do Ministério da Educação. Foi Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da Ulbra. Propõe que o Rio Grande do Sul tenha menos impostos e menos burocracia. Pretende aumentar os investimentos no estado para aumentar a arrecadação. Visitou todos os municípios do estado. Propõe um pacto de responsabilidade gerencial de longo prazo com metas, como na educação, na saúde e na segurança. Utiliza suas conquistas e experiências na prefeitura de Canoas como exemplo para demonstrar que pode desenvolver projetos para o Rio Grande do Sul melhorar e crescer. Integram sua candidatura: PDT, PV, PODEMOS, AVANTE, PPL, SD e PMB. Seu tempo na propaganda será de 1 minuto e 3 segundos. Seu vice é o empresário Cláudio Bier.

Mateus Bandeira (NOVO): É ex presidente do Banrisul. Tem 49 anos. Natural de Pelotas. Foi Analista de Sistemas, Supervisor de TI e Auditor da Secretaria da Fazenda. Já trabalhou no Ministério da Fazenda em Brasília. Foi Diretor do Tesouro do Estado e Secretário de Planejamento e Gestão do Governo Yeda Cruscius (PSDB). Trabalhou como consultor. Não possui partidos apoiadores. Terá 9 segundos de propaganda. Seu vice é o Advogado Bruno Miragem. Apesar de ser um partido criado recentemente, a dupla pretende surpreender nestas eleições, apresentando-se como uma nova opção na política. Seu jeito espontâneo de demonstrar suas ideias atrai a atenção das pessoas. Diz que é contra o aumento de impostos e vê na redução das despesas uma questão central para o ajuste fiscal. Acredita que a privatização de estatais é necessária, inclusive, o Banrisul.

Roberto Robaina (PSOL): É vereador de Porto Alegre e tem 50 anos. Tem formação em História e tem Mestrado e Doutorado em Filosofia. Ele era do PT até que Luciana Genro foi expulsa desse partido e os dois ajudaram a fundar o PSOL. Já foi candidato ao governo do Estado em duas oportunidades: 2006 e 2014. Defende uma alteração na estrutura para sair da crise. A sonegação e a renúncia fiscal também terão sua atenção, bem como a dívida do Estado. A sua chapa é composta pelo PSOL e PCB. Terá 15 segundos de propaganda. Sua vice é a professora Camila Goularte.

Júlio Flores (PSTU): Já disputou algumas eleições, mas não foi eleito em nenhuma. Já disputou a eleição para o Piratini em 2002 e 2010. Tem 59 anos. Nasceu em Porto Alegre. Estudou Ciência e Matemática na capital. Ajudou a organizar o PT no RS, mas acabou saindo do partido e integrando PSTU. Defende medidas como reforma agrária no Rio Grande do Sul, redução da jornada de trabalho e suspensão do pagamento da dívida pública com a União. Não possui partidos apoiadores e terá 9 segundos de propaganda. Sua vice será a professora Ana Clélia Schneider.

Paulo Medeiros (PCO): é um trabalhador aposentado. Não tem partidos apoiadores. O seu partido resolveu lançar candidatos para tentar lutar contra o que eles chamam de “golpe”, no caso de Lula. Buscam uma mobilização revolucionária. Terá 9 segundos de propaganda política. Seu vice é Tiago Orengo, servidor público.

Gostaria de registrar que esta coluna está aberta a qualquer candidato ao governo do estado que queira nos dar a oportunidade de conhecê-los melhor. Basta entrar em contato que daremos a oportunidade de expor as suas ideias para a comunidade regional.

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte da imagem:

http://turmadaanita.blogspot.com/2012/02/bandeira-do-rs-wallpaper.html

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.