Cesurg Sarandi
Palazzo Ambientes
Grossi Combustiveis
Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Home
  • Colunistas
  • Nilton Moreira

Mudemos nós - Vida além da Vida

 

vida Engana-se quem acredita que a vida é uma constância e que podemos deixar que tudo caminhe livremente sem tomarmos atitudes. Nada nela é constante. Pode acontecer que em certos períodos vivamos alguma rotina que para muitas pessoas chegue até ser tédio e cause depressão, mas em verdade logo ali ela demonstra que é momento de mudanças que acontece repentinamente. Nessas ocasiões, da impressão que algo quer nos dizer que somos muito pequenos e frágeis. Os acontecimentos são os mais variados. Moléstias que aparecem, desastres, desilusões, perda de pessoa amada, acidentes meteorológicos, demissão do trabalho e assim por diante. Mas nem todos os acontecimentos são negativos, aparecem também os prazerosos, como aprovação no concurso sonhado, negócio concretizado que estava almejado há tempos, chegada do bebe tão desejada e muitos outros que nos elevam emocionalmente. Mas seja de uma ou outra forma a vida nos impõe reveses e temos de nos adaptar rapidamente, por isso é importante estarmos em equilíbrio e preparados. “Devemos viver como se hoje fosse o último dia”, disse certa vez um filósofo. Ele tinha razão, pois de uma hora para outra poderemos ter que adotar diretrizes diferentes a rotina que vínhamos praticando. Também assim é a natureza, temos testemunhado catástrofes causadas principalmente pela força das águas. Notaram que a Terra está em constante reconfiguração geográfica?

O homem mexeu tanto com rios, florestas, construindo usinas em busca de energia que atalhos estão sendo traçados pelos rios, nos dando demonstração clara de que na vida nada é constante. Há alguns anos participamos de Encontro Verde Mundial e em meio a eminentes palestrantes um disse que a natureza sempre se vingará quando for agredida, e que deveríamos buscar na antiguidade, quem sabe junto aos registros dos costumes silvícolas, como tratar das selvas que ainda restam. Muito foi desmatado para criação de gado e isto gerou um desequilíbrio ambiental. É necessário preservarmos o Planeta para futuras gerações, que poderão ser nós mesmos em próxima reencarnação, já que fomos Criados para sermos eternos, mas encontraremos sérias dificuldades quando regressarmos aqui e nos depararmos com uma Terra muito evoluída moralmente, mas com grande quantidade de lixo enterrado, já que certos materiais levam centenas de anos para se decompor. Façamos nossa mudança íntima quando necessário, e não esperemos que a vida nos imponha mudanças repentinas, às vezes traumáticas. Muita luz a todos.

 

Nilton Moreira

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.
O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.