Assembleia
Conffiare
Palazzo Ambientes
Grossi Combustiveis
  • Conffiare
  • Assembleia
  • Grossi Combustiveis
  • Palazzo Ambientes
  • Casarotto Imóveis
  • Sicredi
  • Boohler Serigrafia
  • X & Cia
  • Barbearia 84
  • Teloken Engenharia LTDA
  • VS Gráfica Expressa
  • Milani Corretora de Seguros
  • Gostinho Della
  • Jack's Steak Club
  • Lunna Pub Bar
  • Irmãos Ferronato
  • Cesurg Sarandi
  • Taura Auto Peças
  • Rômulo De Cezaro
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Restaurante 4 Ases
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Benno's Bar
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Cotrisal
  • Hiper Mercado Wagner
  • Nina Comunicação Visual
  • Laboratório Sarandi
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Bruna Soares Fotografia
  • Cresol
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Home
  • Notícias
  • Não-Me-Toque - Sem espaço, ginásio de igreja vira 'delegacia' em operação policial no município

Não-Me-Toque - Sem espaço, ginásio de igreja vira 'delegacia' em operação policial no município

 

Ao todo mais de 30 presos e os mais de 300 policias que participaram da operação. No ginásio está sendo feito o registro das prisões e a triagem dos detentos.

Um ginásio de uma igreja virou uma espécie de delegacia durante operação policial contra o tráfico de drogas na manhã desta quinta-feira (27) em Não-Me-Toque, cidade de mais de 15,9 mil habitantes no Norte do Rio Grande do Sul. Ao todo 32 pessoas foram presas – 28 homens e quatro mulheres.

O delegado Gerri Adriani explica que a delegacia local não tinha espaço suficiente para abrigar os presos e os mais de 300 policias que participaram da operação. No ginásio, que fica a uma quadra da delegacia, está sendo feito os registros das prisões e a triagem dos detentos antes de serem levados para a prisão. "A situação demonstra como é problemático o tráfico de drogas na cidade."

A delegacia de Não-Me-Toque possui uma pequena cela que tem espaço para abrigar no máximo três presos. Entretanto, o local não é utilizado para a permanência de presos. "Não temos a custódia de presos aqui", reforça o delegado.

Também foram apreendidas quatro armas, entre espingardas, revólveres e pistolas. Ao todo foram cumpridos 32 mandados de prisão e 58 de busca e apreensão. A maior parte dos mandados foram cumpridos em Não-Me-Toque, mas também houve buscas em Victor Graeff e Carazinho.

Adriani explica que a investigação levou mais de um ano. Durante esse período, policiais se infiltraram na comunidade e chegaram a comprar drogas dos traficantes para comprovar a venda de entorpecentes.

 

operacao2

 

operacao

 

G1

 

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Vimesq
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Confecções Helenice
  • Revista Spelho
  • Eficaz
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness