Conffiare
Palazzo Ambientes
Grossi Combustiveis
Assembleia
  • Conffiare
  • Assembleia
  • Palazzo Ambientes
  • Grossi Combustiveis
  • Bruna Soares Fotografia
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Cresol
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Milani Corretora de Seguros
  • Barbearia 84
  • Boohler Serigrafia
  • VS Gráfica Expressa
  • Hiper Mercado Wagner
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Taura Auto Peças
  • Sicredi
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Jack's Steak Club
  • Benno's Bar
  • Cotrisal
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Restaurante 4 Ases
  • Cesurg Sarandi
  • Lunna Pub Bar
  • Gostinho Della
  • Nina Comunicação Visual
  • Casarotto Imóveis
  • MKSNet Telecomunicações
  • Laboratório Sarandi
  • X & Cia
  • Irmãos Ferronato
  • Rômulo De Cezaro
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Sabor Natural

Tripulante da Avianca narra diálogo entre piloto de voo da Chape com torre

 

policiavoochapeco30116Um piloto de um avião que viajava próximo ao voo da Chapecoense relatou ter ouvido a conversa entre a tripulação da aeronave acidentada e a torre de controle do aeroporto de Medellín.

Segundo a imprensa colombiana – “Rádio Caracol” e o site “El Espectador”, o funcionário da Avianca narrou o diálogo.



Inicialmente, segundo o piloto, a tripulação do voo da Lamia pediu prioridade de pouso do Aeroporto Rio Negro por conta de problemas de combustível. 



- Solicitamos prioridade para proceder, solicitamos prioridade para proceder ao localizador, temos problemas de combustível – teria dito o piloto da Lamia.

A controladora do aeroporto teria negado a permissão por conta de outro voo da VivaColômbia. Foi então que o comandante do voo da Chapecoense decretou emergência.


- Temos um problema. Temos um avião aterrissando de emergência. Não pode proceder - respondeu a controladora.  



Enquanto a controladora, segundo o piloto da Avinca, indicou que seu voo pousasse na pista 1, a tripulação do voo da Chapecoense confirmou a pane elétrica e decretou situação de emergência.



- Agora temos uma falha elétrica, temos uma total falha elétrica. 



Posteriormente a torre de controle perdeu o contato com o avião. 71 pessoas morreram no voo que levava a Chapecoense para o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, contra o Atlético Nacional, em Medellín. 6 sobreviveram.  

Por G1

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Confecções Helenice
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Vimesq
  • Eficaz
  • Revista Spelho