Empório Colonial
Tubos Sarandi
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
  • Empório Colonial
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Tubos Sarandi
  • Sicredi
  • Restaurante 4 Ases
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Cotrisal
  • Xok's Sarandi
  • Taura Auto Peças
  • Casarotto Imóveis
  • Hiper Mercado Wagner
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Laboratório Sarandi
  • Barbearia 84
  • Kumon Sarandi
  • Bortoluzzi Odontologia
  • X & Cia
  • Produtora Triângulo
  • Rômulo De Cezaro
  • Cesurg Sarandi
  • Milani Corretora de Seguros
  • VS Gráfica Expressa
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Bruna Soares Fotografia
  • Gostinho Della
  • Salute
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Nina Comunicação Visual

Tripulante da Avianca narra diálogo entre piloto de voo da Chape com torre

 

policiavoochapeco30116Um piloto de um avião que viajava próximo ao voo da Chapecoense relatou ter ouvido a conversa entre a tripulação da aeronave acidentada e a torre de controle do aeroporto de Medellín.

Segundo a imprensa colombiana – “Rádio Caracol” e o site “El Espectador”, o funcionário da Avianca narrou o diálogo.



Inicialmente, segundo o piloto, a tripulação do voo da Lamia pediu prioridade de pouso do Aeroporto Rio Negro por conta de problemas de combustível. 



- Solicitamos prioridade para proceder, solicitamos prioridade para proceder ao localizador, temos problemas de combustível – teria dito o piloto da Lamia.

A controladora do aeroporto teria negado a permissão por conta de outro voo da VivaColômbia. Foi então que o comandante do voo da Chapecoense decretou emergência.


- Temos um problema. Temos um avião aterrissando de emergência. Não pode proceder - respondeu a controladora.  



Enquanto a controladora, segundo o piloto da Avinca, indicou que seu voo pousasse na pista 1, a tripulação do voo da Chapecoense confirmou a pane elétrica e decretou situação de emergência.



- Agora temos uma falha elétrica, temos uma total falha elétrica. 



Posteriormente a torre de controle perdeu o contato com o avião. 71 pessoas morreram no voo que levava a Chapecoense para o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, contra o Atlético Nacional, em Medellín. 6 sobreviveram.  

Por G1

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Revista Spelho
  • Estação Fitness
  • Eficaz
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Confecções Helenice
  • Vimesq