Palazzo Ambientes
Assembleia
Grossi Combustiveis
Conffiare
  • Palazzo Ambientes
  • Assembleia
  • Conffiare
  • Grossi Combustiveis
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Cresol
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Sicredi
  • Barbearia 84
  • Milani Corretora de Seguros
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Jack's Steak Club
  • X & Cia
  • Lunna Pub Bar
  • Irmãos Ferronato
  • Rômulo De Cezaro
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Laboratório Sarandi
  • Bruna Soares Fotografia
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Boohler Serigrafia
  • Taura Auto Peças
  • Gostinho Della
  • VS Gráfica Expressa
  • Benno's Bar
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Hiper Mercado Wagner
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Cotrisal
  • Restaurante 4 Ases
  • MKSNet Telecomunicações
  • Nina Comunicação Visual
  • Casarotto Imóveis
  • Sabor Natural
  • Cesurg Sarandi
  • Home
  • Notícias
  • Polícia
  • Porto Alegre - Delegado de polícia do município é preso suspeito de envolvimento com quadrilha de roubo de cargas

Porto Alegre - Delegado de polícia do município é preso suspeito de envolvimento com quadrilha de roubo de cargas

 

210217Porto Alegre Delegado de policia do municipio e preso suspeito de envolvimento com quadrilha de roubo de cargasNa manhã desta terça-feira (21), o delegado de polícia Omar Abud, responsável pela 17ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, e o comissário aposentado Luis Armindo de Mello Gonçalves foram presos preventivamente em ação do Ministério Público e da Polícia Civil na Capital. Eles são suspeitos de envolvimento com uma quadrilha de roubo de cargas.

A operação denominada “Financiador” apura crimes de lavagem de dinheiro, violação de sigilo funcional e organização criminosa. Conforme a investigação, os suspeitos utilizavam contas-correntes de terceiros e de empresas de fachada para financiar grupos criminosos que praticavam roubo de cargas, receptação e estelionato. O Ministério Público confirmou que os investigados, em contrapartida, recebiam parte dos lucros da atividade.

Até o momento, foi apurado que a lavagem de dinheiro foi de aproximadamente R$ 1,1 milhão. A investigação começou em novembro do ano passado, quando o Ministério Público denunciou integrantes de uma organização criminosa que utilizava um supermercado de Alvorada para lavagem de dinheiro.

Mais três pessoas são investigadas, no entanto, respondem em liberdade.

Foram apreendidos quatro veículos de luxo e apartamentos em Porto Alegre, Capão da Canoa e Xangri-Lá. O objetivo, segundo o chefe da Polícia Civil, Emerson Wendt, é ressarcir os cofres públicos ao fim da investigação.

O delegado Abud era responsável pela delegacia que atende o Centro de Porto Alegre.

Rádio Gaúcha 

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Revista Spelho
  • Vimesq
  • Confecções Helenice
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Estação Fitness
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Eficaz