Conffiare
Palazzo Ambientes
Assembleia
Grossi Combustiveis
  • Grossi Combustiveis
  • Assembleia
  • Palazzo Ambientes
  • Conffiare
  • Barbearia 84
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Benno's Bar
  • Cotrisal
  • Milani Corretora de Seguros
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Casarotto Imóveis
  • Boohler Serigrafia
  • Sicredi
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Nina Comunicação Visual
  • Taura Auto Peças
  • Cresol
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Rômulo De Cezaro
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Gostinho Della
  • Laboratório Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • VS Gráfica Expressa
  • Irmãos Ferronato
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Jack's Steak Club
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Bruna Soares Fotografia
  • Lunna Pub Bar
  • X & Cia
  • Hiper Mercado Wagner
  • Restaurante 4 Ases
  • Home
  • Notícias
  • Saúde
  • Campanha de vacinação contra a pólio e o sarampo será encerrada nesta semana

Campanha de vacinação contra a pólio e o sarampo será encerrada nesta semana

 

00a0aao20rj0010A campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite acaba na próxima sexta-feira (28). A imunização começou no dia 8 de novembro em todo o país.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, até o momento, 6,4 milhões de crianças receberam a dose contra a pólio, o que representa 50,4% da meta estabelecida. No caso do sarampo, 5,1 milhões de crianças foram vacinadas – cerca de 48,1% do público-alvo.

A meta do governo é imunizar 12,7 milhões de crianças contra a pólio e 10,6 milhões contra o sarampo. Devem tomar a vacina contra a pólio crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos. A recomendação é que todas as crianças nessa faixa etária sejam imunizadas, já que a dose vale tanto para colocar em dia a vacinação atrasada quanto para reforçar a de quem está com o calendário em dia.

No caso do sarampo, a vacinação será feita em crianças entre 1 e 5 anos incompletos. Cerca de 10 milhões de crianças devem ser imunizadas com a tríplice viral, que também protege contra a rubéola e a caxumba. Para crianças com alergia ao leite de vaca, a vacinação será feita posteriormente.

A campanha conta com a participação de mais de 350 mil profissionais de saúde e de 42 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais, para garantir a vacinação em locais de difícil acesso. “Vale ressaltar que, para garantir que o esquema básico seja cumprido, as vacinas contra a poliomielite, o sarampo, a rubéola e a caxumba continuam disponíveis durante todo o ano nos postos do Sistema Único de Saúde”, informou o ministério.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacina. Na maioria dos casos, a criança não morre quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

Já o sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. A única forma de prevenção também é por meio da vacina.

Agência Brasil

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Estação Fitness
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Confecções Helenice
  • Revista Spelho
  • Vimesq
  • Eficaz
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Lancheria Grenal do Tainha