menu
Colunas

Sarandi em Fatos - 19-01


Data de publicação: 19 de janeiro de 2016
Coluna: José Leal
Colunista: José Leal



 



Ao fazer uma retrospectiva do ano de 2015, o prefeirto Paulo Kasper destacou duas áreas, saúde e educação. Na saúde o prefeito disse que as prefeituras tem como obrigaçâo a aplicação de 15 por cento de sua receita mas com o Postão a prefeitura de Sarandi está aplicando mais de 21 por cento, disse ainda que de janeiro a outubro já haviam sido prestados 184 mil atendimentos no Postâo.


Economia


A Câmara de Vereadores economizou cerca de 500 mil reais em 2015. Mesmo assim diversas entidades receberam recursos do Legislativo


Transparência


A transparência na Câmara de Vereadores foi destacada como um dos pontos altos do ano de 2015 na avaliação do presidente Lenomar Alves de Jesus. Todas as despesas estão disponíveis no site da Câmara.


Fórum


Mais um ano terminou e a juíza Andréia dos Santos Rossatto não teve atendido seu pedido, ou seja, o municipio ainda não disponibilizou um terreno para a construção de um prédio maior para o Forum.


 


Promessas


O ano de 2015 terminou a na restrospectiva algumas promessas ficaram sem serem cumpridas, como, continuidade de Casa da Cultura, a reformulação do trânsito, a volta do Ipiranga ao futebol profissional, a reformulação do trevo em frente á Cotrisal prometida pelos dirigentes do PMDB de Sarandi, a colocação das câmeras de videomonitoramento,


Corte


Os vereadores da oposição reduziram de 15 para dois por cento os recursos que o prefeito Kasper poderá utilizar em 2016 sem solicitar autorização da Câmara de Vereadores.


Eleição


O vereador Clodoaldo de Quadros é presidente da Câmara de Vereadores pela segunda ves. Aliado á bancada do PDT, o vereador do PSC assumiu a primeira ves em 2014 quando rompeu com o PP pois na epoca os vereadores do PP não aceitaram dar um ano da presidência do vereador do PSC. Faltou habilidade politica na epoca. Sobrou tambem para oi verteador Glauber Kunzler, PT, que tambem não assumirá como presidente.


Será?


o empresário Jairo Zandoná ja garanbtiu ao colunista aque não é candudato a vice-porefeito. a afirmaç~çao ganha força com os rumores nas rodas politicas de tratativas entre Cardozo e Jairo. Dizem por aí que jairo ser[á candidayto a prefeito e Cardozo a vice-prefeito.


Será II


Na mesma linha dos cometários do tópico anterior muitos simpatizantes do PP garantem que Cardozo concorre a vice-prefeito de Jairo mirando uma candidatura á Deputado Estadual. as dúvidas dos simpatizantes do PP é sobre em qual sigla o ex-prefeito concorre a deputado. Alguns apostam, que CARDOZO CONCORRE PELO pmdb, JUSTIFICAM A APOSTA NA OCUPAÇÃO ATUAL do ex-prefeito no Governo do Estado vinculado ao chefe da Casa Cilvil, o deputado Marcio Biolchi com quem Cardozo faria dobradinha.


Dizem


Nas rodas póliticas tambem é conversa constante possiveis negociações ou conversações do ex-prefeoto com o pr´-e-candidato pelo PMDB Edson Cezimbra.


Comigo Não


Às voltas com as costuras políticas para a convocação extraordinária na Assembleia, o governo Sartori foi pego de surpresa pela nota oficial divulgada pelo presidente do Tribunal de Justiça, José Aquino Flôres de Camargo. Integrantes da cúpula do Piratini atribuíram o tom crítico do texto ao teor de três propostas que estão na pauta da sessão: a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, o fim da licença-prêmio e a ampliação da transparência na divulgação dos salários dos servidores públicos (entre eles, juízes e desembargadores). Na interpretação do governo, o Judiciário está incomodado com a ofensiva de Sartori a privilégios do funcionalismo. Se as propostas forem aprovadas, o tribunal será um dos afetados pelo freio imposto pela lei de responsabilidade a gastos com custeio e pessoal. Nos bastidores da Corte, os desembargadores acreditam que o projeto é inconstitucional porque fere a autonomia dos poderes.


Já a transformação da licença-prêmio em licença-capacitação é vista de maneira negativa por afetar um benefício consagrado das carreiras jurídicas. Hoje, a cada cinco anos trabalhados, são concedidos três meses de licença remunerada. Se a proposta de emenda à Constituição for aprovada, o afastamento somente ocorrerá se o funcionário público for dedicar os três meses a algum curso de capacitação . Isso quer dizer, " comigo não"


Frase


Feliz mesmo só o macaco que está sempre dando risada


Empregos


O município de Sarandi fechou o ano de 2015 com saldo negativo na geração de empregos no balanço entre empregados e desempregados conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e desempregados, Caged, do Ministério do Trabalho e Emprego. De janeiro a novembro dessa ano ocorreram em Sarandi 2.267 admissões e 2.575 desligamentos totalizando um número negativo de menos 308 empregos no ano segundo o Mi9nistério do Trabalho.Os dados apontam que em janeiro desse ano Sarandi possuía 6.851 empregos formais para um total de 1.707 estabelecimentos. Nos dados do Caged, as funções que mais demitiram foram preparador de calçados com 59 demissões, pedreiro 36, vendedor do comercio com 23 demissões em 2015, almoxarife com saldo negativo de 17 empregos, servente de obras 16 e costureiro com saldo negativo de 15 empregos a menos esse ano.As ocupações que mais admitiram foram trabalhador agropecuário com saldo positivo de 13 empregos e carregador de armazém com saldo positivo de 11 empregados. Esse é o balanço entre empregados e desempregos em 2015 em Sarandi segundo o Ministério do Trabalho e Emprego.


Vereadores


Resultado das coligações, os nomes dos vereadores acabam esquecidos quando o assunto são candidaturas a prefeito ou vice em Sarandi. Um erro dos dois maiores partidos, PDT e PP que deixam de lado quem já provou ter pode de conquistar votos.


DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.




joseleal18 01 16 joseleal18 01 16