menu
Colunas

Sarandi - Leia Sarandi em Fatos 26-01


Data de publicação: 26 de janeiro de 2016
Coluna: José Leal
Colunista: José Leal



 



 


Asfalto I


Um outro aspecto alem do melhor tráfego de veículos são duas melhoras que acontecem nas ruas que estão tendo recapeamento asfáltico. Fica porém novamente a pergunta, porque os acessos ao Hospital Comunitário não são asfaltados. Restam apemas uma quandra pela Rua Julio Mailhos e a Rua Come Favretto. Pela rua Julio Mailhos muitos sobem até a esquina com a Rua Tiradentes e desvia pela Avenida Duque de Caxias quando estão a apenas uma quadra do hospital.



Asfaltos II


Essas obras de asfaltamentos e calçamentos são importantes mas cabe perguntar se os recursos para asfaltamento são para recapeamento ou para asfaltamento onde não há esse beneficio.



Violência I


Está chegando a um ponto insuportável a violência na Vila Jardim, “ morro”. Os tiros continuam ocorrendo quase diariamente naquela vila. A demonstração de poder entre os traficantes está fazendo com que muitas famílias deixem a vila para fugir de uma possível bala perdida.



Violência II


A situação chegou a tal ponto que grupos já se auto denominam gangues. Há pelo menos dois grupos ou duas gangues que disputam o comendo do tráfico de drogas.



Violência III


No local, como boa parte dos traficantes está presa, foram recrutadas crianças para amedrontar quem queira denunciar e para controlar a entrada de pessoas na vila. Menores com até 11 ou 12 anos andam armados pelo interior da vila livremente.



Violência IV


Se não forem tomadas providência em breve a situação ficará pior pois muitas pessoas estão “ juradas” de morte.



Drogas


Na Vila Jardim o tráfico de drogas está tomando proporções assustadores, Alem da violência, os traficantes estão aumentando a rede de fornecedores. Recentemente novos “ vendedores” foram recrutados



Dengue


A Câmara de Vereadores deverá realizar sessão extraordinária na próxima semana para apreciar projeto enviado pelo Executivo onde Fica o Executivo Municipal autorizado a contratar emergencialmente 10 (dez) operários – padrão 01 – carga horária de 40hs semanais, para desempenharem suas funções na área da saúde do Município, mais precisamente na limpeza de locais que possam servir a proliferação de larvas do mosquito transmissor da dengue, e de outras doença



Dengue II


A limpeza de que trata o projeto tanto poderá abranger terrenos cujos proprietários não tenham respondido adequadamente a notificação da vigilância sanitária e/ou dos agentes de combate a dengue, quanto à limpeza de sarjetas, bocas de lobo, espaços públicos, dentre outros.



Dengue III 


Os contratos emergenciais de operários autorizados pela lei terão vigência de seis meses, podendo ser prorrogados uma única vez por igual período, caso persista a necessidade, e ainda, rescindidos a qualquer tempo.



Frase


Vamos em frente a passos de elefante. Devagar mas fazendo muito barulho



Politica


Os bastidores politicos acalmaram um pouco na ultima semana . A indefinição de candidaturas está colocando um freio nas investidas dos possíveis candidatos. O PMDB é o mais assediado. Caso não se confirme a candidatura de Cezimbra, a sigla novamente se unirá ao PP ou PDT. Mesmo assim deverá dividir esse apoio entre as duas siglas caso se coligue.


 


DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.




fatos fatos
fatos
rodape diario novo 05 12 15