menu
Colunas

Por dias mais poéticos - Luciane Della Flora


Data de publicação: 13 de junho de 2017
Coluna: Luciane Marangon Della Flora
Colunista: Luciane Marangon Della Flora



 


 Há dias nos quais a escrita não flui racionalmente, assim como existem aqueles momentos em que toda palavra proferida transforma-se em uma espécie de poesia. Aqueles que compreendem o que digo sabem que a linguagem poética é capaz de despertar os mais profundos sentimentos humanos e o que seríamos de nós se não fossem os sentimentos e sensações, não é mesmo?


A chatice e o amargor tomaria conta de nossos dias. Seríamos, provavelmente, seres plastificados, sem marcas dos sorrisos e das linhas percorridas durante nossa humilde existência. Aliás, convenhamos, viver é definitivamente maravilhoso.


Acordar de manhãzinha percebendo que, naquele momento, independemos de uma máquina que nos ative é algo divino. Sair em um dia de chuva acreditando que está indo ao encontro do amor de sua vida, também possui equivalente divindade.


Já pensou qual o valor de um sorriso? Aqueles sorrisos perceptíveis na mais simples conversa de amigos nos fazem crer que não dependemos de dinheiro para sermos realmente felizes, pois é  num olhar ou em um aperto de mão que podemos sentir um verdadeiro toque de almas. Quer algo mais lindo ou verdadeiro para apreciar do que o interior de cada ser?


Definitivamente, há momentos em que a linguagem poética é capaz de despertar as mais profundas reflexões naqueles que compreendem que viver é sentir e que sentir é, certamente, resplandecer. Assim, que tal lutarmos por dias mais poéticos e menos adoecidos?


 


Luciane Della Flora



poesia poesia