menu
Colunas

Ano novo, de novo? - Kerley Carvalhedo


Data de publicação: 3 de janeiro de 2018
Coluna: Kerley Carvalhedo
Colunista: Kerley Carvalhedo



 


Por muito tempo fiz listinha de boas intenções para cumprir depois da noite de Réveillon, fazer era fácil, cumprir era quase impossível. Por melhores que são as intenções, a procrastinação é sempre aliada, irmã gêmea do desafio.


Espera-se que a partir de janeiro as coisas mudem. Que os projetos sejam executados, que os sonhos se realizem e o resto do ano vire festa. Espera-se.


Não é preciso aguardar o ano novo para começar a mexer-se. Acreditar que por decreto do destino haverá transformação, é só mais um viés que o levará à procrastinação. Só há novo quando o faz. Não adianta repetir mantras se deixar-se dominar pelo medo do real sentido da vida, que aliás sem sabemos ao certo qual é.


Para fazer novo, é preciso cumprir as promessas estagnadas. Principalmente aquelas que sempre deixamos para o próximo ano; vou entrar para a academia; vou parar de fumar; vou mudar de hábito; vou deixar esse relacionamento tóxico. E por aí em diante.


Ano novo se faz todos os dias. Não precisa de virada de ano para se fazer novo aquilo que desejo. Comece seu novo agora mesmo.


O importante é essa habilidade de conquistar o novo sem sofrimento mútuo, sem o desgaste emocional do ritmo inconstante da vida.  


Se te sufoca, fuja. Se te estressou, viaje. Se te constrangeram, finja. Se quiser, corra atrás. Se não der mais certo, deixe ir. Se te prejudica, caia fora. Se não gostou, fale. Se tá chato, vá embora. Se te assusta, faça poesia. Se não der passagem, volte. Se tá te fazendo mal, peça demissão.  Se errou, corrija. Se magoou, supere. Se ama, cuide. Se gosta, proteja. Se não seve, deixe de lado. Se não ama, não iluda. Se quer ir mais longe, compre uma mala maior. Se quer mudança comece agora, nem que seja trocando a meia furada. Faça seu réveillon na hora em que quiser. Esse tal de ano novo só será novo de verdade quando você fazê-lo. 


 



 


Kerley Carvalhedo


 



metas 2018 metas 2018