menu
Colunas

Além das legendas - Por Luciane Della Flora


Data de publicação: 10 de agosto de 2018
Coluna: Luciane Marangon Della Flora
Colunista: Luciane Marangon Della Flora



 


Certos discursos permeiam em nossa mente. Alguns deles, confesso, são fatalmente inesquecíveis. Atualmente, vivemos uma época de que frases bonitas acompanham sorrisos em imagens sem movimento, mas vistas por diversos olhares. Vivemos em fotos, esquecendo-se de sorrir além da tela.


Dizer que ama vai além de letras ariais ou de qualquer fonte. O amor é presença, é constância. Nunca foi e jamais será questão de notas de cinquenta, cem reais ou, talvez, cartões de crédito cujo limite está nas sacolas que puderes carregar daquela loja que ambicias.


De fato, nesses nossos dias não devemos duvidar mais de nada. Confesso que, por vezes, penso que a única coisa que nos falta é ver um extraterreste. Irreverências à parte, logo, logo, chegaremos à conclusão de que a mentira, o faz de conta, está permeado nas ações do ser humano.


Daqui alguns meses nossos dias serão modificados. Basta trocar os nomes. Ignorância!


Vivemos no meio de tanta falsidade, que tem gente que acredita que registrar uma imagem com seu filho uma vez ao ano fará com que o amor esteja registrado dia após dia no coração daquele ser. Dinheiro não paga amor e, a falta dele também não deixa o amor morrer. Amor é presença, é honestidade. Tudo que for para além disso, pode estar no meio da ilusão política da alma.


Discursos bem elaborados daquele pai que se faz presente de tempos em tempos, geram desconfiança e descrédito naqueles que crescem internamente. Aos alienados, um pacote com a pensão do ano. Isso é amor!


A verdade é que pais são aqueles que criam laços, afetos, os outros não passam de colaboradores de “clínicas” de fertilização. Após a concepção, deixam de ser necessários. Dão lugar aos outros que se interessam por aquilo que chamamos de afetos.


Enquanto isso, lá no céu, um disco voador passa informando que logo, logo, todo o cenário mudará e os pais ausentes darão condições para que os filhos voltem a acreditar naqueles que sequer souberam o valor do amor, da honestidade e do cumprimento mínimo das responsabilidades que deveriam ter.


Realidade maravilhosa essa! Adoramos legendas bem intencionadas!



Fone Fone