menu
Notícias / Agronegócio

Clima e tecnologia colaboram para uma das mais produtivas safras de milho e soja

Clima e tecnologia colaboram para uma das mais produtivas safras de milho e soja

Data de publicação: 6 de fevereiro de 2017
Hora: 08:19h



 


A safra de milho e soja na região já é uma das melhores em relação a produção. A condição climática altamente favorável, com chuvas desde a implantação das lavouras até o período de maturação, foi fundamental. O engenheiro agrônomo Claudio Doro também associa a esse fator a tecnologia aplicada pelos agricultores nas lavouras, principalmente com a boa fertilização e o uso de sementes de alto potencial genético.



A colheita do milho deve iniciar lá pelo dia 15 de fevereiro e a da soja em março. Doro destaca que agora a grande preocupação do agricultor é com a comercialização da produção. Os preços despencaram em relação ao ano passado devido a grande oferta.



Ele prevê que, com isso, o cerealista vai comprometer a alta produtividade para pagar os custos da lavoura que está implantada.



A baixa dos preços também reflete na indústria e no comércio. Hoje o agricultor não está investindo, por exemplo, em equipamentos, porque não está lucrando.



O diretor da Associação dos Cerealistas de Passo Fundo, Dilermando Rostirolla recomenda que, nesse momento, o produtor venda somente aquilo que tem mais rentabilidade, com base no cálculo de custo da produção.



O momento é ruim para a comercialização do milho e principalmente para a soja. No caso do trigo os preços pararam de cair e a tendência é de que eles subam em breve.



Dilermando explica que o fator primordial para a definição dos preços é o câmbio, que hoje é de R$ 3,12. O diretor ressalta que se o câmbio melhora o produtor e o exportador saem ganhando.



Texto - Jornalismo Rádio Uirapuru


Foto - Arquivo Rádio Uirapuru




not 201702051835976436 gg not 201702051835976436 gg



O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.