menu
Notícias / Agronegócio

Chuvas ocasionam melhoras significativas no desenvolvimento das culturas

Presença de chuvas esparsas favoreceu a continuidade dos plantios do milho, que já alcançam 89% da área prevista e já conta com 3% do total da área cultivada colhida.

Data de publicação: 18 de dezembro de 2020
Hora: 08:24h
Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar



A sequência de dias na última semana com precipitações de volumes e intensidades variadas nas diversas regiões do Estado tem contribuído para o avanço no plantio da soja, que já chega a 88% da área total prevista, além de favorecer o desenvolvimento dos cultivos. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e publicado pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), 98% da soja plantada está em germinação e desenvolvimento vegetativo e 2% já está em floração. 

A presença de chuvas esparsas também favoreceu a continuidade dos plantios do milho, que já alcançam 89% da área prevista e já conta com 3% do total da área cultivada colhida. As precipitações contribuíram ainda para a finalização dos plantios do arroz, para o desenvolvimento dos cultivos já estabelecidos e para a recomposição de boa parte dos mananciais hídricos. 

 

OLERÍCOLAS 

Na região de Ijuí, segue o clima favorável ao desenvolvimento das olerícolas em geral. O aumento da reservação de água possibilitou uso adequado da irrigação para suprir as necessidades das culturas. Produtores seguem as operações planejadas, como capinas, preparo de canteiros, plantios e transplantios. Folhosas seguem com bom desenvolvimento e aumento da oferta no mercado local. 

 

FRUTÍCOLAS 

Na regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí, o melão e a melancia estão no pico de produção, com frutos bem desenvolvidos e sabor adocicado. Aumenta significativamente a comercialização direta ao consumidor com pontos de vendas nas rodovias da região. Inicia a comercialização da uva de mesa; cachos grandes, mas com bagas pequenas. A sanidade das plantas é muito boa, com baixa incidência de doenças. 

 

PASTAGENS 

O período foi marcado por boas condições meteorológicas, com chuva, boa luminosidade e temperaturas elevadas, o que favorece diretamente o desenvolvimento das espécies forrageiras de verão, tanto as cultivadas anuais ou perenes quanto o campo nativo. As áreas em diferimento apresentam excelentes taxas de acúmulo de forragem. As lavouras de milho destinadas à confecção de silagem também foram favorecidas com as chuvas. 

 

BOVINOCULTURA DE CORTE 

As chuvas regulares e a elevação nas temperaturas refletem no aumento da disponibilidade de pastagens, especialmente nas áreas de campo nativo. Os animais vêm recuperando as condições corporais, com bons índices de ganho de peso em todas as categorias de bovinos de corte. As chuvas também melhoraram a quantidade e qualidade da água disponível para dessedentação dos rebanhos. 

 

BOVINOCULTURA DE LEITE

Com as condições meteorológicas mais favoráveis ao desenvolvimento das pastagens e para o bem-estar dos rebanhos, é possível notar melhorias no status corporal de todas as categorias de bovinos leiteiros.

 

OVINOCULTURA 

O rebanho ovino apresenta boas condições corporais, beneficiadas pela melhoria significativa das pastagens após os eventos de chuva. A atenção dos produtores está voltada principalmente à alimentação dos cordeiros que serão comercializados nas próximas semanas. Esta categoria está recebendo suplementação alimentar, mas o restante do rebanho segue em áreas de campo, tendo as forrageiras nativas como principal recurso. 






O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.