menu
Notícias

Sarandi - A importância da contabilidade agrícola foi estaque no programa da JCI



Data de publicação: 21 de janeiro de 2021
Hora: 09:50h
Créditos: Fernando Luiz Concatto
Fonte: JCI



JCI Sarandi que há 45 anos apresenta o programa na Rádio Sarandi, aos sábados, das 8 às 9 horas, no dia 16 de janeiro   de 2020, esteve conversando com os  Srs. Leonardo Portolan, Contador Sócio-proprietário da Assiscon, Assistência Contábil e Senador JCI, e Vilson Barichelo  Contador, Sócio- proprietário da Assiscon e integrante do Rotary Clube. Inicialmente os convidados falaram da importância da contabilidade na vida das Empresas e das Pessoas.

O Sr. Leonardo informou que na terça-feira, dia 12 foi o dia da contabilidade e, ao longo dos anos ocorreu uma evolução muito grande nesta área, com o papel do contador que apresentava o balanço no final do ano. Atualmente grandes avanços acontecem nesta área e o Contador não pode só  apresentar o balanço das Empresas, mas ser um “consultor da Empresa”, visando orientar de forma correta a Empresa para seguir uma legislação  confusa e que exige um aperfeiçoamento constante dos profissionais.

Sobre quem fiscaliza os Contadores, Vilson informou que existe um Conselho de Contabilidade que fiscaliza as ações dos profissionais e quando ocorre alguma postura inadequada deve-se fazer uma denúncia ao Conselho  que vai verificar a situação. Sobre a reforma tributária, Leonardo informou que foram discutidas duas reformas, a reforma tributária federal que iria simplificar as obrigações, não haveria diminuição mas simplificação, e acabou não ocorrendo a reforma devido a situação no Brasil.

Na Reforma Tributária Estadual do ICMS, a partir deste ano ocorreu um escalonamento de alíquotas que eram 18%, baixaram  para 17.5% e no ano que vem 17% entre outras. Sobre as ações que a Receita Federal vem realizando no Declara Grãos, Vilson informou que graças a Deus o Agronegócio foi o que sustentou o pib no país. Com o aumento do dólar, aumento de consumo e a queda nos estoques da China houve uma valorização dos produtos, e junto com a competência dos produtores, investimento em tecnologia ocorreu um ganho, sendo assim está causando um olhar diferenciado por parte da Receita Federal. Hoje o agricultor que tiver uma renda superior a R$ 142.000.00 deverá fazer a declaração. 

Nos dias atuais é fundamental que o agricultor tenha sua  Contabilidade Agrícola, o que vai ajudar em muito, podendo auxiliar de forma técnica com as despesas e com os ganhos no soja, no milho, na atividade da suinocultura, nos aviários. Agricultores hoje ainda se baseiam no sobrou dinheiro está bem, não sobrou tem alguma coisa. A Legislação exige o Livro Caixa Digital nos agricultores que tenham  faturado  acima de sete milhões e duzentos mil no ano de 2019, devem entregar o movimento da propriedade em formato digital. No ano de 2020 o valor baixou para quatro milhões e seiscentos mil. O Produtor rural que tiver rendimentos de R$ 56.000.00 anual deverá fazer seu livro caixa.

Outra questão é  exigência para que o agricultor separe em contas distintas o seu ganho na atividade rural  e suas despesas na pessoa física,  tendo que identificar as propriedades, o CPF dos parceiros, quanto planta em propriedades de terceiros. No final, os convidados agradeceram a oportunidade e se colocaram a disposição para eventuais esclarecimentos.

O Programa da JCI foi apresentado por Nelson Linn, coordenador do Programa da JCI e de Luiz Fernando Giovanini, Senador JCI, agraciado com a medalha Vitor Bouças. O Programa da JCI pode ser revisto no facebook, na página da JCI-Sarandi.






O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.