menu
Notícias

Novo Barreiro - Prefeita Marcia participa de reunião com a Amzop

O encontro foi virtual e marcado por debate de como ajudar o comércio local.

Data de publicação: 11 de março de 2021
Hora: 08:40h
Créditos: Camila Soares
Fonte: Prefeitura de Novo Barreiro



O governador informou que os municípios ficarão todos em Bandeira Preta e não poderão fazer a cogestão até o dia 21 de março, além disso, com o intuito de reduzir a circulação de pessoas decretou que a suspensão geral de atividades não essenciais ficará vigente até dia 31 de março.

Diante desse cenário, a prefeita Marcia está participando de reunião, pelo App Meet, com a Associação dos Municípios da Zona de Produção (Amzop) hoje pela manhã (10) para conversarem sobre a vacinação e quais as alternativas que poderão adotar para ajudar o comércio, pois os prefeitos estão preocupados além das vidas, com a economia local. 

Em pronunciamento a prefeita Marcia informou que o município de Novo Barreiro apresentou um surto, porém juntamente com a equipe de Saúde buscaram adotar medidas urgentes para reverter a situação. Para isso, foi contratado mais um médico, foi implantado a Patrulha Covid, foi realizado a reabertura da Unidade Básica de Saúde da Linha Biriva para atendimento de urgências e emergências, foi nomeado fiscais para atuarem e fazer valer as exigências do Decreto Municipal e Estadual.

 Prefeita acredita que existe sim a possibilidade do comércio voltar o atendimento, pois muitos precisam pagar aluguel e no momento não estão tendo renda para cumprirem com as obrigações. Por isso, acredita que a retomada seria importante para fortalecer a economia. Ela  destaca “Obviamente que a vida para nós é a nossa maior preocupação, por isso toda equipe está se doando ao máximo, estamos todos os dias repensando qual a melhor maneira de atender, de cuidar dos munícipes, porém, nossa cidade é de pequenos empreendedores, comerciantes, por isso acredito que precisamos nos unir para buscar uma forma de ajudar os empresários para manterem suas atividades ativas. Acreditamos que pode sim, haver uma maneira”, explicou.

A Federação de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) juntamente com representantes das 27 associações de municípios estão solicitando do Gabinete de Crise uma resposta sobre qual a previsão para a retomada da cogestão.  Até o momento nada foi definido. 







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.