Grossi Combustiveis
Cresol Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Laboratório Sarandi
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Gostinho Della
  • Rômulo De Cezaro
  • X & Cia
  • Casarotto Imóveis
  • Barbearia 84
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Fornari Advogados Associados
  • VS Gráfica Expressa
  • Sicredi
  • Taura Auto Peças
  • Instituto Vida NOva
  • Barbearia Da Luz
  • Restaurante 4 Ases
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Cotrisal
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Milani Corretora de Seguros
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Home
  • Cidades
  • Barra Funda
  • Barra Funda - Secretaria de agricultura analisa principais cultivares do município

Siga nossa página

Barra Funda - Secretaria de agricultura analisa principais cultivares do município

  Quem trabalha na lavoura corre o risco das condições climáticas e intempéries que possam acontecer durante as safras.

A afirmação é do secretário de agricultura de Barra Funda, Jairo Luiz Signori, ao analisar o desenvolvimento de culturas agrícolas. Durante 2012 e início deste ano soja e milho, principalmente, enfrentaram e ainda enfrentam a ação da natureza, prova disso são os resultados que começam a aparecer com o crescimento da planta e são confirmados com a colheita dos grãos.

Barra Funda, que tem cerca de mil hectares de milho cultivados por 245 agricultores, esperava ter coxos cheios. Ou melhor, produtividade acentuada no milho para silagem. O que não constava nos planos dos produtores rurais era a natureza desafiando a plantação. A ocorrência de geadas e pouco mais tarde de granizo matou, estragou e tardou o desenvolvimento do milho.

– Aonde se esperava um rendimento de até 30 toneladas por hectare na produção de silagem, não passou das 20, explicou o secretário.

Apesar das intempéries que atingiram o milho de silagem, a média de produção ainda pode ser considerada boa, pois vai permitir que o gado de leite e até mesmo de corte se mantenha estável.

Agora a preocupação da secretaria da agricultura e agricultores é voltada para a cultura da soja que apresentava um desenvolvimento satisfatório. A precipitação de poucas chuvas desde a segunda quinzena de janeiro já reflete nas plantas com a queda das flores, de vagens e até do enchimento dos grãos.

            – Se a chuva não vier as perdas aumentarão a cada dia mais. A afirmação é do secretário, mas o lamento é coletivo, uma vez que foram plantados cerca de 3100 hectares do grão no município.

Com chuva e na falta dela, a secretaria de agricultura está sempre disposta a acompanhar os agricultores e monitorar as lavouras no controle de pragas ou doenças e na assistência técnica para fins de Proagro quando este se fizer necessário.

DSC04395

Por Vera Lúcia Rebonatto - Assesora de Imprensa

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Eficaz
  • Estação Fitness
  • Confecções Helenice
  • Vimesq
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Revista Spelho