Cesurg Sarandi
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
Follow - Liv - G8 Pub
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Barbearia Da Luz
  • Restaurante 4 Ases
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Cotrisal
  • Casarotto Imóveis
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Fornari Advogados Associados
  • Milani Corretora de Seguros
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Instituto Vida NOva
  • Laboratório Sarandi
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Rômulo De Cezaro
  • Barbearia 84
  • VS Gráfica Expressa
  • Sicredi
  • Taura Auto Peças
  • Gostinho Della
  • X & Cia
  • Home
  • Cidades
  • Barra Funda
  • Barra Funda - Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo priorizará Crianças de um ano até quatro anos 11 meses e 29 dias

Siga nossa página

Barra Funda - Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo priorizará Crianças de um ano até quatro anos 11 meses e 29 dias

 

O Ministério da Saúde, juntamente com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, realizará no período de 6 a 31 de agosto de 2018, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo, tendo como dia de divulgação e mobilização nacional 18 de agosto.

Estas estratégias têm como objetivo manter elevada cobertura vacinal contra a poliomielite nos municípios, visando evitar a reintrodução do vírus selvagem da poliomielite, bem como vacinar os menores de cinco anos de idade contra o sarampo e a rubéola, para manter o estado de eliminação dessas doenças no país.

Nesta campanha os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação dessas doenças e devem comparecer aos serviços de vacinação com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação, registro e por recomendação da Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul será agendado o dia da vacinação para evitar perdas de vacinas.

Objetivo da campanha 2018

Vacinar indiscriminadamente contra poliomielite e sarampo as crianças de um a quatro anos de idade, contribuindo para a redução do risco de reintrodução do poliovírus selvagem, sarampo e rubéola.

População e meta da campanha 2018

Crianças de um ano até quatro anos 11 meses e 29 dias

A meta é vacinar, no mínimo, 95% dessas crianças de forma homogênea, para evitar a manutenção ou formação de bolsões de não vacinados.

Sarampo

A doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, é transmitida pela fala, tosse e o espirro, e extremamente contagiosa, mas pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos.

Em 2016, o Brasil recebeu da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

Pólio

Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomielite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta — e gastrointestinais — como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

Crianças que já foram vacinadas anteriormente devem ser levadas aos postos?

Sim. Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem comparecer aos postos. Quem estiver com o esquema vacinal incompleto receberá as doses necessárias para atualização e quem estiver com o esquema vacinal completo receberá outro reforço.

Adultos participam da campanha?

Não. A campanha tem como foco crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos.

Mesmo não sendo foco da campanha, adultos precisam de alguma das duas doses?

Sim. Conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, adultos com até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da Tríplice Viral e adultos com idade entre 30 e 49 anos devem receber uma dose da Tríplice Viral. O adulto que não souber sua situação vacinal deve procurar o posto de saúde mais próximo para tomar as doses previstas para sua faixa etária.

OBS:

Considerando que não foram disponibilizadas muitas doses, pedimos que os responsáveis se dirijam até o Posto de Saúde com a carteira de vacinação para agendar as vacinas, uma vez que aberto os fracos a vacina tem duração de apenas um dia.

 

Imagem1

 

Jornal da Barra

 

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Vimesq
  • Revista Spelho
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness
  • Eficaz
  • Confecções Helenice
  • Drago Restaurante e Pizzaria