Chini Centro Auditivo
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
Cesurg Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Chini Centro Auditivo
  • Barbearia 84
  • Master Informática
  • Dec´s
  • Fornari Advogados Associados
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • VS Gráfica Expressa
  • Milani Corretora de Seguros
  • Cotrisal
  • X & Cia
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Gostinho Della
  • Laboratório Sarandi
  • Casarotto Imóveis
  • Taura Auto Peças
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Consórcio Sarandi
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Drággon Artigos Esportivos
  • PróVida
  • Home
  • Cidades
  • Ronda Alta
  • Ronda Alta - Aluna da área indígena recebe prêmio do Programa Agrinho por melhor redação

Ronda Alta - Aluna da área indígena recebe prêmio do Programa Agrinho por melhor redação

Com um olhar voltado para a realidade local e os cuidados com o consumo excessivo, a aluna da Escola Estadual Indígena Fág Kavá de Ronda Alta, Berenice Amaro de 14 anos recebeu ontem, quarta-feira, a premiação do Programa Agrinho, pela melhor redação sobre trabalho e consumo. Berenice concorreu com alunos de todo o estado e foi a campeã da categoria de texto dissertativo entre 6° e 9° ano. A entrega da premiação foi realizada pelos representantes do Programa durante cerimônia na escola na qual Berenice fez a leitura de sua redação aos presentes, recebendo em seguida a bicicleta descrita pelo edital do programa. A professora responsável pelo acompanhamento e desenvolvimento da redação, Dalvaci Loureiro de Mello recebeu um aparelho de DVD como premiação. Estiveram presentes na cerimônia, membros da direção da escola, professores, alunos e a Secretária de Educação Elizete Raimondi.

O Programa Agrinho é desenvolvido pelo SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Rio Grande do Sul (Senar / RS) e tem como objetivo desenvolver ações educativas que propiciem o despertar da consciência de cidadania.

alunaindigenarondaalta2

Texto premiado

Aluna: Berenice Amaro

Professora: Dalvaci Teresinha Loureiro de Melo

Escravos do Trabalho e Consumo

            Hoje em dia há ofertas e promoções que levam as pessoas a consumir muito mais que necessitam. Sentem-se atraídos e ficam cegos, e só acordam quando estão com muitas dívidas e com a conta no “vermelho”. Vai perder o sono, o sossego e a paz.

            Aí já é tarde e a doença chega, deixando você estressado e depressivo, com vontade de sumir e de desaparecer.

            Mas as ofertas continuam... Há propagandas nos jornais, tv e rádios. E eu me pergunto: Será que as pessoas precisam de tantas coisas assim? Eu acho que não, temos que ter o necessário para viver, assim não acumulamos coisas que com o passar do tempo viram lixo que contaminam a natureza.

            Nossa aldeia aqui na Serrinha onde moro há falta de água, coisa que no passado o índio tinha de sobra e podia se banhar em águas saudáveis, sem medo de contaminação. Nós índios também temos que ter consciência que consumir além de que necessitamos é estar contribuindo para tornarmos escravos do trabalho e consumo.

Assessoria de Imprensa/Viviane Lara

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.

whats rodape


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Eficaz
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Confecções Helenice
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness
  • Revista Spelho