Cesurg Sarandi
Cresol Sarandi
Chini Centro Auditivo
Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Cesurg Sarandi
  • Chini Centro Auditivo
  • Master Informática
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Barbearia 84
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Gostinho Della
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Dec´s
  • Taura Auto Peças
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Cotrisal
  • VS Gráfica Expressa
  • Fornari Advogados Associados
  • X & Cia
  • PróVida
  • Casarotto Imóveis
  • Laboratório Sarandi
  • Milani Corretora de Seguros
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Consórcio Sarandi
  • Signomar Comércio de Bebidas

Ronda Alta - Informativo Câmara Municipal de Vereadores de Ronda Alta

Na noite de terça-feira, 16 foi realizado na Câmara Municipal de Vereadores de Ronda Alta mais uma Sessão Ordinária, na qual os vereadores aprovaram o Projeto de Lei n°018 do Executivo Municipal. O referido projeto cria perímetro urbano em área rural pública, localizada na saída para a Linha Divisória, a fim de regularizar a área, permitindo a futura instalação de um novo distrito industrial no município. No grande expediente fizeram o uso da palavra os vereadores Luiz Antônio Gadini, Eny Fiorentin, Moacyr Orbak, Vitor Cavazini e Lóris Antonio Pérego.

0010212age

Grande Expediente

Gadini destacou participação feita em Audiência Pública, realizada pelo Instituto Federal Farroupilha

Após cumprimentar os colegas e presentes, o vereador Luiz Antônio Gadini falou sobre uma visita feita por ele na terça-feira, 16 pela parte da manhã em Frederico Westphalen, a fim de participar de uma audiência pública. Sobre a atividade disse que estiveram participando lideranças e autoridades da região e que a audiência foi proposta para debater o Plano do Instituto Federal Farroupilha para os próximos 5 anos o qual é de suma importância para definir cursos e dar um norte para as ações futuras. Destacou que lá foi reforçado um pedido da comunidade de Ronda Alta, o qual solicita um centro de referência do Instituto Federal Farroupilha no município e que essa solicitação já está sendo atendida, salientando que logo os jovens terão mais uma alternativa de formação profissional.

Empenho para conseguir o Centro de Formação em outras administrações foi citado pelo vereador Eny

O vereador Eny Fiorentin após cumprimentos falou sobre um concurso público feito em 8 de agosto de 2014 no município. Disse que há pessoas que passaram em cargos de atendente na área da saúde e que o procuram querendo respostas sobre, pois não foram chamadas e precisam do trabalho. Disse que no concurso deve-se valer o que aconteceu e que as pessoas que passaram ou se alguém saiu do cargo por aposentadoria, por exemplo, que devem ser chamadas outras. Fez um apelo ao presidente que leve o pedido ao Executivo para que chame as candidatas que passaram no concurso, sendo em 1° Morgana Bertoncello e em 2° Priscila de Ramos Alves. Falou que o Liberatti já tinha ido à busca da liberação do Centro de Formação Roseli falando com Dom Arcido Simon e que este disse que o espaço estava alugado para uma escola de fora e este disse posteriormente que os que haviam alugado o espaço tinham deixado dívidas e prejuízos no local. Falou que o Fontana também fez tentativas para conseguir o espaço e que na época falou com o mesmo Dom Arcido e este os encaminhou para o padre Jorge, destacando que o que o padre fizesse seria bem feito, sendo feito o contato com ele posteriormente. Em seguida foi feito propostas e contrapropostas chegando-se a um valor muito alto e inviável para a prefeitura para adquirir, destacando que não pode ser dito que não houve procura e interesse dos outros prefeitos, sendo aquele um espaço muito bom para a formação dos jovens. Sobre o assunto disse achar estranho que agora foi tão fácil conseguir uma concessão por 20 anos, sendo que eles também são católicos, dizendo que política e religião não combinam. Para finalizar citou casos em que a política e a religião se misturaram e que segundo o vereador, não deram certo.

Obras na RR 324 e corrupção estiveram em pauta no pronunciamento de Moacyr Orbak

O vereador Moacyr cumprimentou a todos e iniciou seu pronunciamento falando sobre a RS 324, que em apenas 6 meses de governo Sartori está sendo recuperada. Disse que esse é um trabalho de grande relevância para a região, pois era um trajeto perigoso, destacando o trabalho do diretor do DAER, Pedro Westphalen. Falou que ficou surpreso ao ver o jornal, pois as 15 maiores fábricas de veículos estão saindo do Brasil, paralisando atividades. “Para onde vão os funcionários? e tem vereador que acha que não estamos em crise”. Falou sobre dados do IBGE que destaca que 90 % da população do país está com dívidas, cenário que era diferente em 2003. Falou que até então do seu partido não havia surgido denúncias de casos de corrupção, mas que os corruptos devem pagar se fizeram coisas erradas, independente da sigla.

“As leis precisam ser criadas para beneficiar os trabalhadores e não os governos”, disse Vitor

Após cumprimentar os colegas e demais presentes o vereador Vitor Cavazini iniciou falando que os vereadores não estão sendo bem vistos e que se deve dar valor a estes que estão sempre brigando, ouvindo e correndo em favor do eleitor do município. Agradeceu ao apoio e ligações pelo acidente ocorrido no final de semana passado com seu filho, dizendo que o apoio contribui para que o problema pareça menor. Agradeceu a secretária de educação de Carazinho pelo convite feito para visitar as escolas do município na terça-feira, 16, onde foram muito bem recebidos. Disse que está ouvindo a rádio por dias e vereadores estão falando o que não sabem da lei e que as leis são modificadas para beneficiar os que mandam “e por que não mudar a lei para beneficiar os funcionários?” Falou que as mudanças no INSS estão sendo feitas por quem defendia há um tempo e elas estão sendo feitas em favor dos governantes e não da população. Destacou que se deve mudar a maneira de cobrar dos governos o que se prometeu e que essa é a única forma de se conseguir um governo melhor. Sobre a crise disse que há vereadores que não sabem do que falam e que defendem que não há crise porque tem celular, porque tem televisão, sendo que os impostos estão muito altos, sendo que há cortes em saúde e educação e o valor do salário mínimo é muito baixo. Disse que o Governo Federal precisa dar escola pública citando o Fies que forma alunos endividados. Falou de vários programas que são usados pelos governos em campanhas, como o Programa Bolsa Família e o Fome Zero. Disse que não há segurança e que os recursos da saúde estão sendo repassados no município e que tem documentos que provam. Agradeceu ao Governo do Estado pela estrada de Ronda Alta a Sarandi e os 40 pontos que estão melhorando destacando que será um eleitor que cobrará por coisas erradas dizendo que não vai defender porque é de sua sigla.

Lóris fez solicitação para que o imposto seja deixado no município

O vereador Lóris Antonio Pérego fez os cumprimentos iniciais e em seguida disse que os vereadores devem defender a população e os projetos bons, independente de siglas partidárias, dizendo que não teve problemas em defender certas administrações. Falou sobre a criação da CLT por Getúlio Vargas, destacando itens do documento e citando projetos que estão em andamento relacionados ao fator previdenciário, que foi instituído dentro das consolidações das leis trabalhistas. Disse que cada um se aprimora nas leis e que o avanço acontece com o aglomerado dos partidos, afirmando que era assim com Fernando Henrique, com Lula e está sendo com a Dilma. Falou que faz ligações aos senadores, pois são eles que fazem as leis e os vereadores precisam tomar atitudes, destacando que na semana ligou ao presidente do congresso, solicitando que fossem colocados em votação, projetos que faz 20 anos que estão guardados. Sobre a privatização da CRT a CEE, disse que a CEE que é RGE está falindo e que tem funcionários de carreira que ganham 30 mil reais. Disse que as atitudes públicas e políticas precisam ser tomadas. Destacou a parceria com o colega vereador e Cacique Antônio Mig, fazendo uma solicitação aos moradores que querem entrar no município destacando que podem, mas que declarem imposto em Ronda Alta. Disse que deve-se dar apoio aos brancos que plantam na área indígena pois o retorno vem, destacando que a área pode ser plantada e que lá há uma preservação muito maior que antes. Finalizou ressaltando que o trabalho dos indígenas é muito bem visto destacando a secretaria do índio.

Assessoria de Imprensa/Viviane Lara

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.

rodape diario

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Estação Fitness
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Eficaz
  • Revista Spelho
  • Confecções Helenice