Cesurg Sarandi
Chini Centro Auditivo
Grossi Combustiveis
Cresol Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Chini Centro Auditivo
  • Cesurg Sarandi
  • Cresol Sarandi
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Casarotto Imóveis
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Milani Corretora de Seguros
  • X & Cia
  • Consórcio Sarandi
  • Dec´s
  • Barbearia 84
  • Cotrisal
  • Gostinho Della
  • Laboratório Sarandi
  • Master Informática
  • VS Gráfica Expressa
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Taura Auto Peças
  • Fornari Advogados Associados
  • PróVida
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Clínica Estética Vitallitá

Ronda Alta - Informativo da Câmara Municipal de Vereadores 08/09

Lóris sugeriu que as universidades contribuam com o transporte universitário

Lóris Antonio Pérego cumprimentou os colegas, vereadores mirins e demais presentes. Na sequência falou do grande evento que deverá ocorrer nos próximos dias, que será a semana farroupilha e destacou a importância da participação dos jovens, da câmara mirim na política para a cidadania. Falou dos desencontros e disse que a desigualdade social traz descaminhos e que se pudesse daria seu voto contra essa questão. Destacou que todos os políticos eleitos que passaram no município pensaram em fazer pelo município e que o povo é soberano, no entanto muitas vezes faltou legislação e que a lei falha e tarda. Disse que todos os processos são diferentes e cada um detém o seu procedimento. Falou que uma caneta pode fazer tudo, quando detém o poder, pode arrumar ou estragar a vida de uma pessoa ou um município e que muitas vezes não se olha o trabalho que é feito na comunidade. Destacou que o município paga o total do transporte dos alunos, mas sugeriu que as faculdades filantrópicas deveriam contribuir com esse transporte universitário, 50% cada um, pois nelas são investidos recursos públicos e estas cobram altos valores dos estudantes. Disse que quem paga a carga tributária são os pequenos e que apesar de existir no município grandes produtores há muitos que não são ricos e milionários. Falou que se deve lutar pela desigualdade e pela educação que transforma, destacando as dificuldades que havia antigamente para se estudar. Destacou que cada vereador tem um discurso na política e cada um fala o que sente.

Como líder de bancada Chico disse repassar demandas da Câmara para o Executivo

Após cumprimentar todos Chico Rigo iniciou seu pronunciamento homenageando o senhor Balduino Cé, prestando condolências pela sua passagem. Na sequência fez uma indicação verbal para       que na sessão mirim que será realizada na Feciatra seja feita uma Sessão Solene na qual sejam homenageados cidadãos Rondaltenses, com critérios a serem definidos posteriormente. Destacou que no mês de setembro os produtores devem fazer ITR e que este é um imposto federal, não municipal, dizendo que cada cidadão tem a competência de fazer este documento, cabendo também a ele à responsabilidade pelas informações declaradas e valores, arcando com as consequências. Disse, nesse sentido, que quando as pessoas estão mal encaminhadas à primeira porta que se bate e inclui como ruim é a parte pública. Falou que desta forma não se pode culpar a parte pública que é ruim e corrupta quando também fizemos algo errado. Disse que quando usa os espaços para pronunciamento a responsabilidade é sua, destacando que sempre respeitou os colegas, o que não significa concordar com a política feita por eles. Falou que como líder de governo encaminha as demandas para o Executivo e é isso que vem fazendo. Destacou proximidade com o período eleitoral e ressaltou último pronunciamento do colega Lóris sobre o espaço na majoritária, destacando o potencial do partido do colega e afirmando que se ele não fizer parte da majoritária serão convidados para fazer parte da composição política para a disputa da eleição com a dupla que deu certo em 2012. Disse que existem problemas no município, mas que a discussão só é sadia quando se discute projetos e que não compactua com ofensas pessoais. Citou projetos que o orgulham no município e citou uma frase do deputado Marcon que destaca que alguns partidos estão ao lado na composição nacional apenas quando está tudo bem. Falou das dificuldades dos repasses federais para as obras dizendo que não desmerece o trabalho feito, mas que se aguarde a finalização das obras e se respeite a vontade de quem administra.

Baixinho destacou contribuição da Câmara na economia do dinheiro público

O vereador Baixinho cumprimentou todos e disse aos vereadores mirins que estão acompanhando os debates políticos que isso se chama democracia. Disse que o PTB tem muito espaço na administração e que defende e reconhece o valor deste partido pela parceria, destacando que os espaços conquistados na Casa Legislativa dizendo que a presidência tem muita contribuição do PTB. Falou que o projeto da praça não caiu do céu e que naquele momento era o recurso que havia disponível e era para aquela área, citando que o recurso foi conseguido por meio do PSB, partido aliado. Destacou que os recursos precisam ser buscados tanto em forma de emenda e em ministérios, citando mais recursos do deputado Marcon e dizendo que se deve debater projetos. Falou sobre a crise política e financeira, dizendo que elas existem, mas que são coisas distintas. Disse que os recursos precisam ser liberados, cobrando o governo federal pela liberação destes para que haja desenvolvimento no município. Falou que a Câmara contribui não gastando o orçamento total de direito no município, destacando que a ação permite a execução de mais trabalhos pelo Executivo. Falou que apesar das opiniões contrárias o respeito deve ser mantido entre os vereadores.

Carlos Gavioli falou sobre a Praça Mose Missio e publicação feita em rede social

O vereador Carlos Roberto Gavioli cumprimentou os colegas e demais. Em seguida destacou publicação feita na rede social relacionada à praça, dizendo que este é um direito seu como de qualquer um. Sobre o assunto falou que apenas colocou uma opinião sobre a praça, dizendo que esta era linda e que as demais opiniões foram colocadas pela comunidade, afirmando que cada um se manifesta como quiser. Destacou que vai continuar dizendo que ela era bonita e que era uma referência para a comunidade. Disse que ela pode ficar mais bonita, mas que a população não foi ouvida sobre o assunto. Falou que poderia ser feita uma reforma e ter-se deixado parte de sua arborização, pela beleza que havia na natureza e trabalho feito nos arbustos. Sobre projetos destacou recurso trazido pela bancada, mais precisamente do vereador Eny e disse que o Executivo precisa cumprir com sua palavra e fazer o asfalto na Presidente Vargas para depois se buscar mais projetos, falando da transferência do recurso para a entrada da cidade. Disse que como aquele projeto que foi mudado o da praça também poderia ser, ressaltando que tem coisas mais importantes. Destacou para finalizar que não é só a questão da praça, mas que a placa de fundação desta está jogada no chão do parque de máquinas como se não tivesse valor algum dizendo que isso é um desrespeito com a população, pois ele deverá ser colocada novamente no local. 

Situação dos bairros e remodelação da praça foram citados por Eny

O vereador Eny Fiorentin após cumprimentar os colegas e presentes disse estar contente pelo público que comparece a sessão para ouvir os debates. Disse ser um crítico nas questões relacionadas à reforma da praça, pois acredita que uma reforma nos banheiros e no prédio onde se localizava a assistência já era suficiente falando que deveria ter sido poupada as arvores que demoraram anos para serem ornamentadas. Disse que ouviu deputados federais dizerem que a praça era cartão postal do município e questionou a colocação dos recursos no espaço, falando que ele deveria ser colocado onde há promessas, nos bairros da cidade que carecem de infraestrutura, por exemplo. Questionou a não colocação cascalhos e as deficiências dos bairros, citando o Bairro Santa Helena, o qual possui esgoto ao céu aberto desde governos anteriores e não foi feito por falta de recursos. Destacou que com a infraestrutura e maquinários que a administração possui hoje há condições de se manter as estradas arrumadas e realizar outros trabalhos. Sobre a situação do país e estado citou o deputado Cherini que falou da situação caótica que enfrentamos, destacando que o parcelamento dos salários dos servidores ocorreu por que não se tem condições. Disse que os professores merecem seu salário, mas que não concorda com algumas ações tomadas por eles. Falou sobre a aposentadoria dos produtores, educadores e policiais destacando que se continuar desta forma a aposentadoria, logo não haverá mais recursos para se pagar.  Sobre o governo federal disse que quando a presidente Dilma se referiu a medidas amargas ela falou em impostos, os quais recaem sobre os trabalhadores. Falou que aqui no estado temos o ICMS mais caro do Brasil, citando os valores comparados a Santa Catarina. Para finalizar disse que os agricultores, além das intemperes do tempo que atrapalham a produção ainda tem a presidente Dilma.

Moacir Orback ressaltou trabalho da Cruz Vermelha de Chapecó

Após cumprimentos o vereador Moacyr destacou a oportunidade que os vereadores mirins estão tendo dizendo que estes aprenderão muito e que devem aprender a política honesta, destacando a tarefa que eles têm pela frente. Aos professores disse que eles não merecem ter o seu salário parcelado, pois acordam cedo e educam os filhos do país, afirmando que esses problemas acontecem pela corrupção que termina com o dinheiro do Brasil. Disse que na Câmara de Ronda Alta o dinheiro é devolvido para a prefeitura e que isso é ser honesto, agir certo com o dinheiro público, destacando que os alunos devem levar essa ação como exemplo. Falou que não adianta ter formação e ser corrupto e que a população, os que trabalham serão os que irão pagar pelo déficit que há no Brasil. Destacou o trabalho feito pela Cruz Vermelha de Chapecó e parabenizou pelas ações desenvolvidas pela região e para os que mais precisam, ressaltando os materiais que foram entregues para Roseli Marangon e para a assistência, além do asilo de Nonoai. Disse que se alguém precisar de assistência que o procurem que este está à disposição.

Vitor falou sobre a pátria e o papel dos políticos

Vitor Cavazini cumprimentou os vereadores e presentes no plenário e destacou que ao passar a semana da pátria lembra-se que nos anos 70, 80 era uma honra marchar e que isso parece que se perdeu. Questionou na sequência a educação que queremos para os brasileirinhos. Disse que os vereadores mirins devem copiar as coisas boas dos professores e pais e não a corrupção de alguns políticos. Disse que a política é para servir e melhorar a vida das pessoas. Falou que hoje se reúnem para aumentar os impostos e citou casos do dia-a-dia em que impostos são pagos, destacando que quando se precisa de estradas e saúde as pessoas são maltratadas. Disse para os vereadores mirins que se um dia forem políticos devem lembrar que precisam cortar primeiro o salário dos políticos. Falou que não vê as pessoas brigar para diminuir os salários dos vereadores e ele é favorável a isso, pois eles são para servir. Sobre a praça destacou que os símbolos que maravilhavam o município estão sendo mudados, citando a praça e a saúde, e afirmando que quem pede na saúde é por que precisa. Sobre o transporte universitário disse que muitos alunos, de Chapecó, Carazinho e Porto Alegre, por exemplo, não receberam a passagem, não tem passagem gratuita. Sobre as emendas disse que é obrigação do vereador ir buscar, mas falta documentação e o culpado não é o vereador, destacando um recurso de 100 mil reais na saúde. Disse que o eleitor deve cobrar o que foi prometido porque os políticos foram eleitos para fazer a população feliz e que antes da eleição tudo era fácil de fazer. Falou sobre o FIES dizendo que o financiamento só deixou alunos, pais individuados e avalistas, resolvendo os problemas apenas das universidades. Questionou a falta de educação federal gratuita destacando o ensino gratuito no estado e nos municípios. Disse para finalizar que a próxima eleição que está ai, pelo que se parece, serão 9 vereadores e não terá oposição porque está tudo as mil maravilhas. 

 

camara

Por Viviane Lara

 

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.

rodape diario

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Eficaz
  • Revista Spelho
  • Estação Fitness
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Confecções Helenice