Follow - Liv - G8 Pub
Cesurg Sarandi
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Nina Comunicação Visual
  • Cotrisal
  • Bortoluzzi Odontologia
  • ZF Colchões Bio Magistral
  • X & Cia
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Milani Corretora de Seguros
  • Laboratório Sarandi
  • Rômulo De Cezaro
  • VS Gráfica Expressa
  • Restaurante 4 Ases
  • Sicredi
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Casarotto Imóveis
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Taura Auto Peças
  • Gostinho Della
  • Barbearia 84
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Home
  • Cidades
  • Rondinha
  • Rondinha - Produção artesanal de chapéus é destaque no interior do município

Rondinha - Produção artesanal de chapéus é destaque no interior do município

 

Como forma de geração de renda e de valorização da cultura local, famílias do interior de Rondinha mantêm as tradições através da fabricação de chapéus de palha. O artesanato, que destaca as habilidades manuais dos agricultores, foi descoberto durante as visitas de diagnóstico das famílias participantes da Chamada Pública da Sustentabilidade, realizadas pela Emater/RS-Ascar. 

 

Como uma boa surpresa para a equipe de extensionistas, algumas famílias mantêm esses trabalhos de artesanato e conseguem gerar renda com essa atividade. “Agora que descobrimos esses talentos, queremos difundir esses conhecimentos, incentivando essa forma de artesanato em outras comunidades do nosso município”, contou a extensionista de Bem-Estar Social da Emater/RS-Ascar Ana Paula de Fátima Vargas.

 

A venda da produção acontece nas próprias residências dos agricultores, para amigos e vizinhos. Cada chapéu é vendido por preços que variam entre R$ 20 e R$ 25. O casal de agricultores Olímpio e Tereza Romani há muitos anos trabalham com a produção artesanal de chapéus, ofício aprendido com as gerações anteriores. Além de ser uma distração entre as demais atividades do campo, o artesanato é uma forma de complementar a renda da família. Nessa época do ano, a procura pelos chapéus aumenta consideravelmente. “A procura é grande, muitas pessoas procuram os chapéus agora que começa o verão”, contou Tereza. Por ser um processo manual e trabalhoso, os agricultores não conseguem atender toda a demanda de pedidos. A família preza pela qualidade da palha, e todo o trançado e costura são feitos à mão, elevando a qualidade do produto.

 

Para a Emater/RS-Ascar é importante valorizar esse trabalho, tendo em vista o pequeno número de pessoas que desenvolvem esta atividade. “É importante também que os jovens possam conhecer e se interessar pela cultura local, o que inclui o artesanato. Queremos incentivar esse trabalho para que mais famílias invistam no artesanato, como uma forma de passatempo ou até mesmo para a geração de renda. Precisamos resgatar alguns costumes e tradições para que esses belos trabalhos não se percam”, declarou Ana Paula.

000aaaad 10


Texto: Marcela Buzatto

 

DiárioRS

CLIQUE AQUIcurta a Fan Page do site e fique por dentro das notícias da região
CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness
  • Confecções Helenice
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Eficaz
  • Vimesq
  • Revista Spelho