Grossi Combustiveis
Cesurg Sarandi
Chini Centro Auditivo
Cresol Sarandi
  • Chini Centro Auditivo
  • Cesurg Sarandi
  • Cresol Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Taura Auto Peças
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Gostinho Della
  • Laboratório Sarandi
  • Consórcio Sarandi
  • VS Gráfica Expressa
  • Dec´s
  • Fornari Advogados Associados
  • PróVida
  • Casarotto Imóveis
  • Barbearia 84
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Milani Corretora de Seguros
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • X & Cia
  • Master Informática
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Cotrisal
  • Home
  • Cidades
  • Sarandi
  • Sarandi - Servidores da Justiça do Estado do RS manifesta: Qual a justiça que você vê

Sarandi - Servidores da Justiça do Estado do RS manifesta: Qual a justiça que você vê

unnamed 15 copiar copiar

OS SERVIDORES DA JUSTIÇA DO ESTADO DO RS, por meio do presente manifesto, vêm a público dialogar com toda a sociedade para esclarecer o que segue sobre as paralisações que ora fazem:

Enfrentamos um quadro de aumento de processos que não vem acompanhado do preenchimento dos cargos vagos de servidores, sobrecarregando as estruturas cartorárias e administrativas. São hoje mais de 2.000 cargos vagos no Judiciário Estadual e é a população a maior prejudicada por essa insuficiência.

A sobrecarga de trabalho à qual somos submetidos é desumana. Mesmo fazendo horas extras, que sequer nos são pagas, não há como darmos conta de vencer tal demanda. Sofremos assédio moral e nos exigem produtividade muito acima da nossa capacidade física e psicológica. Inúmeros são os casos de colegas que, diante desse quadro caótico, sucumbiram diante desse que, sem dúvida, é um dos piores momentos do nosso Judiciário Gaúcho.

Nossas perdas salariais hoje ultrapassam os 50% e lutamos por uma reposição de 15%, o que nos permitiria recuperarmos a inflação do último período, que já ultrapassa 8,17%, nos últimos 12 meses, e um mínimo das nossas históricas perdas, reivindicadas e desatendidas há mais de vinte anos.

Enquanto isso, a magistratura, que se demonstra despreocupada  com os problemas que afetam a prestação de serviços à sociedade e a valorização profissional dos seus srevidores, na contramão do interesse público, se autoconcedeu auxílio-moradia de 4.377,37 mensais para cada magistrado(a) e, agora, mais R$ 700,00 mensais de auxílio-alimentação (R$ 60,00 por dia), onerando em milhões de reais mensais o orçamento público com verba injustificada para esses que já ganham os maiores salários no serviço público.

A administração do TJRS, tal qual fez todas as últimas, aposta na desunião entre os servidores e encaminha projeto de lei à Assembleia Legislativa no qual propõe aumento exclusivo para cargos comissionados, extinção de cargos concursados do quadro, ao mesmo tempo em que propõe achatamento salarial através da criação de funções gratificadas de extrema relevância com valor menor do que hoje se pagaria aos cargos.

E é você, aí do outro lado dos nossos balcões, quem sofrerá com tudo isso. Serviços e servidores precarizados e desvalorizados só podem resultar numa sociedade desatendida e insatisfeita.  

 Afinal, qual é a justiça que você vê? 

SINDJUS/RS - SINDICATO DOS SERVIDORES DA JUSTIÇA 

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre às notícias da região

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness
  • Revista Spelho
  • Eficaz