Cesurg Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Grossi Combustiveis
  • Taura Auto Peças
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • ZF Colchões Bio Magistral
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Spyder
  • Clínica Estética Vitallitá
  • X & Cia
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Gostinho Della
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Restaurante 4 Ases
  • VS Gráfica Expressa
  • Nina Comunicação Visual
  • Barbearia 84
  • Milani Corretora de Seguros
  • Rômulo De Cezaro
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Cotrisal
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Laboratório Sarandi
  • Sicredi
  • Stamp Personalizados
  • Casarotto Imóveis
  • Home
  • Cidades
  • Sarandi
  • Sarandi - Produtos Vencidos: Lei criada pelos vereadores defende consumidores

Siga nossa página

Sarandi - Produtos Vencidos: Lei criada pelos vereadores defende consumidores

 

Lei vigora desde 2015 em Sarandi

sarandi copiarA Câmara de Vereadores aprovou  ainda em 2015 e virou lei sancionada pelo prefeito  um importante instrumento em defesa dos consumidores de Sarandi. A defesa do consumidor é o objetivo do projeto que passou a vigorar em Sarandi mas que para boa parte da população ainda é desconhecido. A lei assegura ao consumidor que constatar a existência de produto exposto à venda com prazo de validade vencido, o direito a receber, gratuitamente, outro produto idêntico ou similar, a sua escolha, em igual quantidade.

A lei diz que o consumidor que constatar a existência de produto exposto à venda com prazo de validade vencido, em estabelecimento comercial do município de Sarandi, tem o direito a receber do mesmo, gratuitamente, outro produto idêntico ou similar, à sua escolha, dentro do prazo de validade para consumo, em quantidade igual ao total de produtos constatados pelo consumidor com data de validade vencida. O consumidor poderá denunciar ao órgão competente a existência de mercadoria vencida e tambem , caso o fornecedor não possua produto idêntico ou similar dentro do prazo de validade, o consumidor poderá escolher qualquer produto de igual valor para substituí-lo gratuitamente, ou de valor superior, cabendo ao consumidor, neste caso, pagar a diferença.O fornecedor deverá  afixar em local visível aviso contendo os direitos previstos nesta Lei, medida não adotada pela maioria dos estabelecimentos.

Esta lei , porém, não se aplica quando a constatação da validade vencida ocorrer após a efetivação da compra, quando caberá ao fornecedor a substituição do produto ou a devolução corrigida do valor pago mediante apresentação da nota fiscal do produto.

Na justificativa , o vereador autor da lei diz que a proposição tem como objetivo incentivar aos fornecedores a criar uma rotina mais eficiente de retirar das prateleiras os produtos com prazo de validade vencido, garantindo assim ao consumidor maior segurança além de impôr ao fornecedor o ressarcimento imediato do transtorno causado ao consumidor.(Jose Leal)

Texto: Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Foto: Divulgação

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.

rodape diario novo 05 12 15

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Estação Fitness
  • Confecções Helenice
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Vimesq
  • Revista Spelho
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Eficaz

IMG 20191117 WA0058 500x500