Cesurg Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Rômulo De Cezaro
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Instituto Vida NOva
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Milani Corretora de Seguros
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • X & Cia
  • Casarotto Imóveis
  • Cotrisal
  • Barbearia Da Luz
  • Sicredi
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Fornari Advogados Associados
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Restaurante 4 Ases
  • VS Gráfica Expressa
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Taura Auto Peças
  • Gostinho Della
  • Barbearia 84
  • Laboratório Sarandi
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Home
  • Cidades
  • Sarandi
  • Sarandi - Padre João fala sobre visão da igreja Católica do Dia de Finados

Siga nossa página

Sarandi - Padre João fala sobre visão da igreja Católica do Dia de Finados

padre joaoPara milhões de católicos espalhados pelo mundo o Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. Enquanto o Dia de Todos os Santos (1º de novembro) celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados, o Dia de Finados celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração do Dia de Todos os Santos.

Buscando esclarecer a data de acordo com o catolicismo, a reportagem do jornal Folha da Produção entrevistou o padre João Granzotto, da igreja Nossa Senhora de Lourdes, de Sarandi. Explicando inicialmente como surgiu o Dia de Finados na igreja Católica, padre João diz que a data surgiu no ano 1000, observando que o culto aos mortos já existia no Antigo Testamento.

O padre acrescenta que no Novo Testamento Jesus diz que há pecados que são perdoados nessa vida e na outra vida e que “dificilmente as pessoas morrem com a alma totalmente pura, por isso existe esse tempo de purificação que a igreja chama de purgatório” e o Dia de Finados existe para lembrar aqueles que já morreram; o melhor que temos a fazer é mandar rezar missas pelos nossos falecidos”, destacou padre João.

O padre revela ainda outro aspecto das orações pelos falecidos ao dizer que “se o falecido não ajudar, também não adianta, ele precisa aceitar essa ajuda. Podemos ajudar nossos falecidos através de orações, com a celebração das santas missas; o melhor presente para os falecidos são as Missas Gregorianas, são trinta missas só para aquela pessoa” disse o padre que explicou que “São Gregório, quando era Papa, rezou trinta missas para um amigo falecido e ele apareceu cercado de luzes e agradeceu pelas orações que purificaram sua alma e fez o mesmo com outro amigo falecido e repetiu-se o fato, fortalecendo a importância da oração pelos falecidos”.

Padre João observa também que “não se deve pedir nada aos nossos falecidos, porque se ele não estiver completamente purificado, ficará inquieta, agitada, é o sinal. É melhor pedir aos santos, porque eles estão mais perto de Deus, como devemos fazer no Dia da Todos os Santos, mas sempre colocando Deus em primeiro lugar, pedir a Deus e ir à missa ao menos uma vez por semana ajuda a nos aproximar Dele. Não devemos fazer pedido a pessoas que já morreram se elas não estão completamente purificadas”.

O religioso explica que é difícil saber com certeza se a pessoa falecida está purificada. “Quando a gente reza para um falecido e fica em paz, é porque está purificado, mas se rezamos para essa pessoa e as coisas não ficam bem, não ficam tranquilas, é porque alguma coisa não está bem”, disse o padre.

Perguntado sobre a afirmação de que “há Pecados que não são perdoados nem na terra nem no céu padre João salienta que é uma crença antiga, mas que existe, e cita como exemplo a penitência final, quando a pessoa não aceita o perdão. “Até a última instância Deus perdoa, mas se você morre impenitente é porque você não quer o perdão; o ladrão na cruz se arrependeu no último momento e teve o perdão de Deus”, finalizou padre João.

Por José Leal

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Eficaz
  • Confecções Helenice
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness
  • Vimesq
  • Revista Spelho