Cresol Sarandi
Cesurg Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi

Siga nossa página

Muticom: Encontro reuniu mais de 600 comunicadores em Goiânia

 

Cerca de 600 comunicadores católicos, de 22 estados do Brasil estiveram reunidos em Goiânia participando do 11º Mutirão Brasileiro de Comunicação. Nesta edição a reflexão foi sobre o tema “Comunicação, Democracia e Responsabilidade Social”. O Muticom teve início no dia 18/07 encerrando com a celebração eucarística no Santuário Divino Pai Eterno, na cidade de Trindade.

Participaram do evento leigos atuantes em diversas pastorais e movimentos, como a Pastoral da Comunicação, 9 bispos, 80 padres, diversos religiosos, religiosas e seminaristas; acadêmicos e professores de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda, jornalistas e comunicadores de veículos locais e nacionais, principalmente de redes católicas.

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, afirmou que a expectativa é de que os conteúdos abordados rendam frutos. “Queremos um evento com a participação pública da Igreja no campo da comunicação, facilitadora da democracia e da responsabilidade social, que são os temas envolvidos nessa edição”.

Dentro da programação do Muticom foram desenvolvidas oficinas sobre Design, redes sociais, rádio e fotografia, além de um conteúdo especialmente voltado para bispos, padres e diáconos.

 Palestrante desafia participantes a Humanizar as Mídias Sociais

A primeira conferência do 11º Muticom, realizada pelo jornalista e professor Moisés Sbardelotto, tratou de “Midiatização e responsabilidade na Igreja e no mundo”. Comunicadores e comunicadoras de todos os cantos do país foram provocados a respeito da responsabilidade social da comunicação e do papel de cada um neste processo, nessa sexta-feira (18/07).

O deixar de se importar com o outro é produzir sua morte, disse o professor, após citar o documento Laudato Si (nº 47), no qual o Papa Francisco escreve que “a morte do outro é extremamente preocupante”. O mundo carece, com urgência, de uma comunicação para a paz. Nesse sentido, citando, uma vez mais, o Santo Padre, trouxe: “comunicação de paz é aquela que é feita por pessoas e para pessoas, considerada serviço a todas as pessoas, especialmente àquelas – e no mundo são a maioria – que não têm voz”. Ao final, dois desafios foram propostos: #OcuparAsRedes e #HumanizarAsRedes Assim, concluímos para começar, disse ele.

 “Os comunicadores precisam ser especialistas de pessoas”

O tenente do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) Pedro Aihara, especialista em prevenção de desastres e porta-voz da corporação, ministrou o workshop sobre “a prática da comunicação institucional”. Expôs aos presentes, que encheram o Auditório Mãe da Igreja, a sua experiência em vários desastres, entre eles, o rompimento da barragem em Brumadinho (MG) que aconteceu no dia 25 de janeiro deste ano e resultou na morte de 241pessoas (identificados até agora).

Qualquer instituição pode sofrer com uma crise. A Igreja também não está imune a esse problema, seja em uma paróquia, congregação ou diocese. Caso ocorra, é indispensável posicionar-se, conforme explicou Pedro Aihara. “Não se posicionar também é um posicionamento. Mas posicionar-se é um passo importante na modulação da comunicação e o não se posicionar é deixar o outro construir a posição da sua instituição e deixar a oportunidade passar de estabelecer uma conexão com o público e com os fiéis”, ressaltou.

Assim como as pessoas esperam solução e esperança na atuação do Corpo de Bombeiros, na Igreja também é depositado confiança e esperança. “A Igreja tem o papel de conectar pessoas a algo maior que é Deus e ela tem a missão também de se importar com o outro, portanto, mais do que comunicar precisamos ser especialistas em pessoas, por isso é uma obrigação para nós entender as pessoas para que a comunicação seja efetiva”, concluiu.

Após sua exposição, Aihara foi aplaudido de pé pela humanidade que apresentou em sua fala e dedicação e compromisso que fazem parte do trabalho do Corpo de Bombeiros em oferecer esperança às pessoas, sobretudo aquelas que perdem seus entes queridos.

 Rio Grande do Sul marcou presença

O Rio Grande do Sul esteve representado por 4 comunicadores. Greice Pozzatto jornalista da Diocese de Cruz Alta e Coordenadora da PASCOM RS, Victor Oliveira designer da Diocese de Montenegro, Felipe Padilha da Agência Ruah de Caxias do Sul e Melissa Maciel jornalista da Diocese de Osório.

muticom em goiania copy

muticom em goiania copy

 

Por Fernando Luis Concatto-PASCOM

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.