Grossi Combustiveis
Chini Centro Auditivo
Cresol Sarandi
Cesurg Sarandi
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Chini Centro Auditivo
  • Grossi Combustiveis
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Barbearia 84
  • Dec´s
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Gostinho Della
  • X & Cia
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Fornari Advogados Associados
  • Casarotto Imóveis
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Taura Auto Peças
  • Consórcio Sarandi
  • PróVida
  • Milani Corretora de Seguros
  • VS Gráfica Expressa
  • Laboratório Sarandi
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Cotrisal
  • Master Informática
  • Drággon Artigos Esportivos

Sarandi - O policiamento ostensivo pede socorro

00122disponiveisÉ fato que a segurança pública preocupa todas as pessoas que fazem parte de uma sociedade que prima por condições dignas de vivência, com segurança para si e sua família. Atualmente os veículos midiáticos estão divulgando em crescente número, informações de crimes como assaltos, roubos, furtos, tráfico de drogas, assassinatos e tantos outros crimes que agridem, ferem e dificultam a convivência social.

Em Sarandi, infelizmente, o cenário é similar. Quase que diariamente somos informados de atos ilícitos, como os crimes citados no parágrafo acima.

Diante de tais fatos, surge uma pergunta:  A polícia está fazenda a sua parte?

Com toda certeza, está! Tanto a Brigada Militar, quanto a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal, acompanham e realizam diversas ações de segurança pública em Sarandi, porém, o efetivo, o contingente de profissionais desses órgãos é pequeno, é escasso. Existe em Sarandi uma defasagem enorme de oficiais, tanto na Polícia Civil, quanto na Brigada Militar. Cabe reiterar aqui, a admiração que este humilde repórter tem pelos competentes profissionais que constituem as três esferas de policiamento de Sarandi, Brigada Militar, Polícia Civil e PRF.

É bem verdade, que a Brigada Militar é a responsável pelo policiamento ostensivo em nosso município, desenvolvendo suas ações no patrulhamento diário, com o intuito de coibir, prevenir que o crime aconteça. Mas a saudosa BM enfrenta um grande problema, seja de maneira geral, com as viaturas velhas, em más condições e que sequer oferecem condições de segurança aos policiais. Sarandi, com o auxílio dos Poderes Constituídos e da população que votou no Orçamento Participativo 2013-2014, foi contemplado com duas viaturas, porém ambos os veículos ainda não chegaram ao município.

Pior que isso, é a questão do efetivo que diminui a cada ano, sejam por transferências ou aposentadorias e infelizmente não são nomeadas pessoas para ocuparem tais vagas e preencherem a lacuna. A situação é tão grave, que no dia 20 de maio, pela parte da manhã, não havia nenhum policial militar realizando o policiamento ostensivo em Sarandi, fato talvez inadmissível para um município de vinte e poucos mil habitantes. E repito a culpa não é dos oficias ou capitão da BM e sim da falta de contingente.

Em uma breve conversa com um policial militar o mesmo relata que as condições de trabalho estão extremamente difíceis. “Tem que gostar muito do que se faz, pois não temos recursos materiais e muito menos incentivos para bem fazermos nossas funções. Recebemos várias notícias que o aumento salarial, que é garantido por Lei, não nos será dado, sem falar no atraso de nossos salários. A população não merece isso, ela paga os seus impostos e tem direito a receber uma segurança pública de qualidade. Quem recebe às reclamações somos nós policias, no entanto a sociedade não tem conhecimento da real situação que estamos passando”, disse o policial.

Estado

O Governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, está colocando em prática as medidas de contensão de despesas anunciadas publicamente. Segundo Sartori o estado está com um grave problema em seu orçamento, fato que pôs em risco o pagamento do salário do funcionalismo, além de outras questões, como as 2 mil pessoas aprovadas no concurso público, sendo 1,6mil para o QPM1 (Policiamento Ostensivo) e 400 para o QPM2 (Corpo de Bombeiros), que não serão chamadas para as funções, além da promoção de oficiais, que também foram suspensas até segunda ordem.

Esperamos que essa angústia e a insegurança não perdure, pois a sociedade necessita de mais policiamento nas ruas, a população clama por mais segurança. Segundo estudos a defasagem do efetivo no RS gira em torno de 10 mil policiais.  Ficamos no aguardo de notícias positivas nesta área por parte do Governo do Estado e que Sarandi possa ser contemplada com o aumento do efetivo de oficiais, viaturas novas, recursos materiais, pagamento em dia dos salários e incentivo para que possamos ter uma segurança pública de qualidade. 

Por Joel De Brito

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.

whats rodape

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Revista Spelho
  • Estação Fitness
  • Confecções Helenice
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Eficaz