Cesurg Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
Grossi Combustiveis
Cresol Sarandi
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Sicredi
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Barbearia Da Luz
  • Cotrisal
  • Rômulo De Cezaro
  • Barbearia 84
  • Laboratório Sarandi
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Fornari Advogados Associados
  • X & Cia
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Taura Auto Peças
  • Restaurante 4 Ases
  • Instituto Vida NOva
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Casarotto Imóveis
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Milani Corretora de Seguros
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Gostinho Della
  • VS Gráfica Expressa
  • Home
  • Notícias
  • Sarandi - Serviço de táxi em Sarandi apresenta problemas

Siga nossa página

Sarandi - Serviço de táxi em Sarandi apresenta problemas

Conseguir um taxi em Sarandi durante a noite após as 22 horas, em finais de semana ou á noite em dias de chuva são apenas algumas das dificuldades dos usuários de taxi alem de outras que são obrigação legais a serem cumpridas conforme a lei que concede as autorizações para a exploração do serviço de carros de aluguel, ou taxi, no município.

Pela lei municipal sancionada em maio de 2010, o serviço de carros de aluguel, ou taxi, em Sarandi, foi regulamentado com muitas mudanças nas leis anteriores e melhorou esse serviço no município mas ainda carece de cumprimento de várias regras estabelecidas pela lei, entre essas regras a maioria consta no texto como obrigações.

Sarandi possuía cadastrados como taxis mais de 56 veículos e a partir da nova lei esse número baixou para 26. Um várias localidades do interior haviam carros registrados como taxi e a partir de 2010 não há mais esse serviço seno prestado no interior. Muitos carros que tinham a licença para explorar esse tipo de serviço perdeu a concessão ou o proprietário não renovou a sua licença junto á prefeitura pois a nova legislação estabeleceu novas regras a serem seguidas para a concessão ou renovação das licenças para exploração dos serviços de transporte coletivo, como, a identificação do veículo por caixa luminosa com a palavra “táxi” de forma fixa sobre o teto; fixação do brasão do município estampado nas portas dianteiras do veículo e faixas laterais na cor azul celeste, contendo telefone e endereço do ponto de táxi e na cor branca e a vida útil do veículo não podería ultrapassar 10 anos. Sendo que estes deverão passar por vistoria a cada seis meses. A fixação do brasão do município acabou mais tarde sendo excluída do texto da lei.

Em 2010 existiam 56 pontos de táxis credenciados, mas , na época, ao verificar a circulação nas ruas, percebeu-se um pouco mais de 20 pontos atuantes. Outro ponto importante para a criação da Lei, foram as reclamações da população de que não existiam táxis à noite.

Da promulgação da lei que estabeleceu novas regras para os serviços de taxi em Sarandi em 2010 até hoje esse serviço melhorou mas ainda é motivo de reclamações, alem da dificuldade em conseguir taxi durante a

noite após as 23 horas , nos finais de semana e em dias de chuva, constata-se em Sarandi que algumas concessões não estão sendo cumpridas confirme determina a legislação, entre eles, a não permanência no ponto estabelecido na sua concessão. O Artigo 50 da lei estabelece que o profissional não poderá ausentar-se de seu ponto de estacionamento objetivando angariar passageiros, salvo de estiver atendendo a compromisso ou a chamada preferencial.

Muitos usuários dos serviços de taxi em Sarandi reclamam que em determinados dias e horários são poucos os profissionais que deixam os telefones ligados para receber chamadas de solicitação de serviço. A lei estabelece no artigo 45 que os motoristas de carros de aluguel são obrigados “ a não recusar passageiros” salvo em casos em que “ o passageiro apresente condições higiênicas”, moléstias contagiosas, trajes moralmente atentatórios, intenção de delinquir e outras situações”.

aaaaaaTaxi

Atualmente os 26 taxistas licenciados em Sarandi estão distribuídos na zona urbana e as maiores concentrações de pontos está nas proximidades da Estação Rodoviária, avenidas 7 de Setembro e Expedicionário e três pontos em vilas e bairros, um na vila Santa Catarina , outro no Bairro Vicentinos e um na Vila Kennedy. No Hospital Comunitário há uma placa indicativa de ponto de taxi mas relato de usuários desse serviço revelam que no local raramente o veiculo se encontra estacionado.

Entre os profissionais do serviço de taxi em Sarandi há uma concorrência nos preços, para alguns ilegal ao reclamarem da cobrança de preços muito abaixo dos demais profissionais e de outros profissionais que não respeitam a legislação ao não permanecerem nos pontos conforme suas licenças para a exploração desse serviço. Corridas dentro do perímetro urbano varia entre cinco e sete reais mas, reclamam alguns motoristas, há quem cobra valores inferiores a esses. A fixação de preços para as corridas de taxi em Sarandi varia conforme o proprietário do veículo. A tabela que estipula os valores procurada no setor encarregado junto a prefeitura é do ano de 2004 e a maioria dos preços estabelecidos sofreu pouca variação em comparação aos preços cobrados hoje. Os valores das corridas de taxi em Sarandi estabelecidos ainda em 2004 tem os seguintes

preços, corrida mínima R$4.80, Vila Santa Gema R$6.00, Vila Maria R$4.80, Vila Kennedy R$4.80, Vila Nova Esperança R$ 6.00, Bairro Centro R$ 4.80, Vila Santa Catarina R$ 6.00, Vila Cohab R$ 6.00, Vila Freddo R$ 7.20, Bairro Vicentinos R$ 7.20, AFU Cotrisal R$ 7.20, Posto do Pingo R$ 9.60, Posto Papagaio R$ 12.00, Beira Campo R$ 14.40, Posto Agropecuário R$ 14.40, Hipica R$ 15,60, Aeroporto R$ 18,00, Gremio Aquático R$ 6,00 , Cotrisal R$ 6,00.

A tabela de preços para corridas de taxi estabelecida em 2004 fixa também o preço por quilometro rodado conforme o tipo de estrada e ainda para alguns eventos especiais. O quilometro rodado em asfalto é de R$ 0,72 e para estrada de chão batido o valor de R$ 0,84 por quilometro.

Na tabela também está fixada a hora comercial para o serviço de taxo no valor de R$ 8.40, para batizados, casamentos, corridas com chuva o preço a combinar e para as corridas com hora marcada há um aumento de 50% sobre o preço da tabela conforme a lei do ano de 2004 alem do acréscimo de 50% sobre a tabela para corridas com retorno com o mesmo taxi na cidade ou vilas. Créditos José Leal

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Vimesq
  • Revista Spelho
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness
  • Eficaz