Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
Follow - Liv - G8 Pub
Cesurg Sarandi
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Restaurante 4 Ases
  • Teloken Engenharia LTDA
  • X & Cia
  • ZF Colchões Bio Magistral
  • VS Gráfica Expressa
  • Barbearia 84
  • Cotrisal
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Rômulo De Cezaro
  • Milani Corretora de Seguros
  • Casarotto Imóveis
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Nina Comunicação Visual
  • Gostinho Della
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Sicredi
  • Laboratório Sarandi
  • Taura Auto Peças
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Home
  • Notícias
  • Sarandi - Família de refugiados venezuelanos se reencontra no município

Sarandi - Família de refugiados venezuelanos se reencontra no município

 

Na mesma residência já eram nove pessoas dividindo os poucos cômodos e esse número aumentou na noite de quarta-feira, dia 15 de maio com a chegada de mais três refugiados venezuelanos á Sarandi, outros moram em outros locais na cidade chagando a quase trinta o número de venezuelanos no município.

Esperados com ansiedade, pois tratava se de mais três pessoas da mesma família, eles foram surpreendidos com a casa enfeitada com balões nas cores da bandeira da Venezuela. Chagaram o casal Ronaldo Caguaripano, a mulher Maria Fernande, grávida e o filho Jorge Luis, que reencontrou o primo Luis José e os tios Luis e Jeniffer e a avó Elinor. Em depoimento o casal relata que naquela país pessoas estão passando fome, outras morrendo, principalmente crianças, por falta de remédios e alimentos, afirmam que estão no Brasil em busca de trabalho e dignidade.

Ronaldo e Maria afirmam que na Venezuela “não adianta ter dinheiro pois não há o que comprar”. Eles repetem os mesmos depoimentos daqueles que já estavam em Sarandi com os quais se reencontram esta semana, a maioria da mesma família, que a vida em seu país está inviável e que a maioria da população tem comido é arroz pois os supermercados estão fechando por falta de mercadoria e as empresas paralisando as atividades. O que eles mais necessitam agora em Sarandi são alimentos, móveis e trabalho.

Um grupo em rede social foi formado para ajudar esses refugiados e tem conseguido expressiva colaboração. Eles agradecem a cada diálogo ao empresário Bruno Rech, que empregou alguns deles. Estão na mesma residência 12 pessoas que afirmam que pretendem permanecer na mesma casa para não se separarem novamente e manter os vínculos familiares longe de seu país. Estão na mesma residência Luiz Jose Villaren, Jenifer Caguaripano, Luis Jose Villaren, Elinor Suarez, Ronaldo Caguaripano, Maria Fernande Baute, Jorge Luiz Rivero, Diana Carolina Medina, Xiul felipona Martinez, Barbara Martinez, Leandro Martinez e Sara Martinez.

Asssita ao vídeo acessando https://www.facebook.com/radiosarandiam/

venezuelanos em sarandi

(Jose Leal)( Fonte Rádio Sarandi)

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Lancheria Grenal do Tainha
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Eficaz
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Vimesq
  • Revista Spelho