Cesurg Sarandi
Chini Centro Auditivo
Grossi Combustiveis
Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Cresol Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Chini Centro Auditivo
  • Fornari Advogados Associados
  • Laboratório Sarandi
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Cotrisal
  • Master Informática
  • Gostinho Della
  • Casarotto Imóveis
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Consórcio Sarandi
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Taura Auto Peças
  • Barbearia 84
  • Milani Corretora de Seguros
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • VS Gráfica Expressa
  • PróVida
  • X & Cia
  • Dec´s
  • Home
  • Notícias
  • Após dia tenso, Mandetta é mantido como Ministro da Saúde

Após dia tenso, Mandetta é mantido como Ministro da Saúde

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta segunda-feira (6), em entrevista coletiva após reunião com o presidente Jair Bolsonaro e ministros no Palácio do Planalto, que permanecerá no cargo.

De acordo com o Blog do Camarotti, Bolsonaro havia decidido demitir o ministro, mas voltou atrás depois da reação de ministros do governo, dos presidentes de Senado e Câmara e de parlamentares.

Segundo Mandetta, a reunião serviu para demonstrar que agora o governo 'se reposiciona' em relação ao enfrentamento a novo coronavírus.

"A reunião foi muito produtiva. Foi uma reunião muito boa, acho que o governo se reposiciona de ter mais união, foco. Todos unidos em direção ao problema", declarou.

O ministro chegou a afirmar que ele e auxiliares já estavam "limpando as gavetas".

"Tinha gente aqui dentro limpando gaveta, pegando as coisas. Minhas gavetas, vocês ajudaram a fazer a limpeza das minhas gavetas. Nós vamos continuar porque, continuando, a gente vai enfrentar o nosso inimigo. O nosso inimigo tem nome e sobrenome: é o covid-19", afirmou. E voltou a repetir: "Médico não abandona paciente. Eu não vou abandonar", declarou o ministro.

Na entrevista coletiva, Mandetta também afirmou que não tem receio de crítica, mas que as críticas devem ser "construtivas", sem tentativa de criar "dificuldade no ambiente de tabalho".

"Trabalhamos o tempo todo com transparência nos números, nas discussões e nas tomadas de decisão. Não temos receio de crítica. A crítica construtiva enobrece e nos faz rever e dar um passo à frente. Gostamos da crítica construtiva. O que temos diferente é quando, em determinadas situações ou determinadas impressões, as críticas não vêm no sentido de construir, mas para trazer dificuldade no ambiente de trabalho", afirmou.

Pouco antes de encerrar a fala, Mandetta se dirigiu aos servidores do ministério e afirmou que eles não devem parar o trabalho enquanto ele não determinar isso.

"Não é para parar enquanto eu não falar que é para parar. Quando eu deixar o ministério, vamos colaborar com quem entrar. Mas vamos sair juntos do Ministério da Saúde", afirmou se dirigindo aos servidores que se encontravam na sala da entrevista.

mandetta2 

Fonte: G1

Foto - TV Brasil

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Revista Spelho
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Eficaz
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness