Cresol Sarandi
Cesurg Sarandi
Grossi Combustiveis
Chini Centro Auditivo
  • Cesurg Sarandi
  • Chini Centro Auditivo
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Laboratório Sarandi
  • Casarotto Imóveis
  • Taura Auto Peças
  • Milani Corretora de Seguros
  • VS Gráfica Expressa
  • PróVida
  • X & Cia
  • Master Informática
  • Cotrisal
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Gostinho Della
  • Dec´s
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Fornari Advogados Associados
  • Barbearia 84
  • Home
  • Notícias
  • Bolsonaro sanciona medida que concede R$ 16 bi a estados e municípios

Bolsonaro sanciona medida que concede R$ 16 bi a estados e municípios


Presidente vetou um dos dispositivos da MP

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (18) a Medida Provisória (MP) 938, que destina R$ 16 bilhões para reforçar o repasse da União aos fundos de Participação dos Estados e dos Municípios (FPE e FPM), em razão de perdas na arrecadação em função da pandemia de covid-19. 

O cálculo dessa compensação foi feito pela diferença entre a arrecadação dos impostos de Renda (IR) e sobre Produtos Industrializados (IPI) nos períodos de março a novembro de 2019 e de 2020. Pela Constituição, a União deve repassar mensalmente aos estados 21,5% do valor arrecadado com esses impostos aos estados (FPE) e 24,5% aos municípios (FPM). A necessidade da compensação federal vem da queda na arrecadação desses dois impostos que, consequentemente, acabou reduzindo os repasses dos fundos. 

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República informou que o projeto aprovado amplia o prazo da compensação para os meses de julho a novembro, com o limite mensal para repasses de até aproximadamente R$ 2 bilhões a partir do mês de julho deste ano.

A pasta também informou que o presidente vetou um dos dispositivos da MP, que impedia o retorno dos saldos sobressalentes do apoio financeiro aos estados e municípios para os cofres da União, "por extrapolar o objeto da medida", que visou apenas compensação de perdas com arrecadação dos entes. "Tal medida estava em descompasso com o atual contexto de restrição fiscal, ao permitir um incremento no valor dos repasses aos fundos de participação em montantes superiores aos valores de 2019", diz a nota.

5375DC2F 1C9B 4748 8045 D845299B6FD4

Fonte: Pedro Rafael Vilela - Repórter da Agência Brasil/Foto: Marcos Corrêa - PR

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Revista Spelho
  • Eficaz
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA