Follow - Liv - G8 Pub
Cesurg Sarandi
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Restaurante 4 Ases
  • Instituto Vida NOva
  • Casarotto Imóveis
  • X & Cia
  • Sicredi
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Rômulo De Cezaro
  • Barbearia 84
  • Fornari Advogados Associados
  • Cotrisal
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Milani Corretora de Seguros
  • VS Gráfica Expressa
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Taura Auto Peças
  • Gostinho Della
  • Barbearia Da Luz
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Laboratório Sarandi

Siga nossa página

Tricolor empata e segue na terceira colocação na tabela do Brasileirão

Na noite deste sábado, jogando no estádio do Pìtuaçu, com 30 mil torcedores contra, o Grêmio empatou com o Bahia pelo placar de 1 a 1 em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Bahia saiu na frente com Gabriel, mas o Tricolor conseguiu empatar três minutos depois. Com o resultado, o time de Luxemburgo segue na terceira colocação na tabela de classificação e mantém 13 jogos de invencibilidade.

14162564 l


PRIMEIRO TEMPO:


Desesperado para fugir da zona de rebaixamento e apoiado por aproximadamente 30 mil fanáticos torcedores, o Bahia começou o jogo em ritmo acelerado, exercendo uma forte pressão.

Nos primeiros minutos, conseguiu uma boa sequência de escanteios, mas sem resultados positivos.

O primeiro lance de real perigo foi aos 12 minutos, em bola parada. Da intermediária, o jogador baiano mandou a bola pra dentro da área gremista. Titi ganhou no alto de cabeça e mandou para Souza, completamente livre. Também de cabeça, o atacante baiano desviou de Marcelo Grohe, mas desviou também do poste. A bola passou rente ao ângulo direito. Grohe ficou estático e só torceu pra ela sair.

O Bahia levou perigo outra vez aos 24 minutos: depois de uma bate-rebate dentro da área gremista, a bola sobrou na direita para Diones. Mesmo sem ângulo, ele chutou forte, mas Marcelo Grohe fechou o ângulo e defendeu com o corpo. Grande defesa!

O relógio marcava 33 minutos quando o Grêmio chegou ao gol do Bahia pela primeira vez: Marquinhos recebeu na entrada da área, foi derrubado, mas a bola sobrou na esquerda para Anderson Pico. O árbitro mandou a jogada seguir e Pico chutou de fora da área, mas sem muita força. Marcelo Lomba fez fácil defesa.

Tá certo que o Grêmio tinha dificuldades para chegar ao gol, porém, mesmo com mais posse de bola, o Bahia também não ameaçava muito a meta de Grohe. Pelo menos até os 40 minutos de jogo. A partir daí, as duas equipes fizeram em três minutos o que não conseguiram fazer durante todo o primeiro tempo.

Cruzamento da esquerda mais uma vez buscando o miolo da área gremista. Werley desviou de cabeça no primeiro pau. A bola tomou altura e caiu do outro lado. Diones pegou de primeira, sem ângulo. A bola cruzada passaria na frente da meta de Grohe, mas Gabriel entrou de carrinho e mandou pra dentro. Festa da torcida baiana.
Bahia 1 a 0 aos 40 minutos.

A vantagem dos donos da casa durou exatamente três minutos. Não deu nem tempo para comemorar. Aos 43, a zaga baiana saiu jogando errado. Marcelo Moreno disputou com o zagueiro e a bola sobrou para Elano, na entrada da área, pela direita. Ele chutou cruzado, rasteiro. Marcelo Lomba fez a defesa parcial, mas deu rebote nos pés de Kleber. O Gladiador só teve =trabalho para empurrar pro gol! Empate gremista na hora certa! 1 a 1!

Terminou assim os primeiros 45 minutos.


SEGUNDO TEMPO:


As duas equipes voltaram modificadas para etapa final: Marco Antonio entrou no Grêmio no lugar de Marquinhos. No Bahia, o autor do gol, Gabriel, sentiu lesão de teve que deixar o campo para entrada de Jéferson.

Foi o próprio Jéferson que criou a primeira oportunidade do Bahia na etapa final, aos 2 minutos: ele cruzou da esquerda e achou a cabeça de Souza, livre, na entrada da pequena área. Para sorte gremista, o arremate saiu sem força e Marcelo Grohe fez a defesa.

Com 12 minutos, Luxemburgo promoveu a segunda modificação no Grêmio: entrou Leandro no lugar de Marcelo Moreno.

O segundo tempo apresentou as mesmas características do primeiro: o Bahia com a posse de bola e o Grêmio se defendendo, esperando os contra-ataques.

Três minutos depois da última modificação, Luxemburgo colocou Léo Gago na vaga de Elano. A última substituição do Tricolor.

Em sua primeira participação no jogo, Léo Gago quase desempatou para o Grêmio: numa falta ao lado da área, pela direita, Léo Gago surpreendeu e chutou direto, quando todos esperavam o cruzamento. A bola veio com muito efeito e Marcelo Lomba fez grande defesa mandando para escanteio.

Aos 19 minutos, Leandro foi lançado em profundidade, atrás da zaga, pela direita. Ele invadiu a área completamente livre, esperou saída de Marcelo Lomba mas, ao invés de chutar, preferiu cortar o zagueiro que vinha em velocidade. No último recurso, o defensor baiano conseguiu fazer o corte evitando a virada gremista. Demorou demais Leandro.

O Bahia respondeu forte no lance seguinte: após cobrança de escanteio da direita, Fabinho conseguiu pegar de primeira e mandou no canto oposto de Grohe, que só olhou. A bola passou alguns centímetros do poste. Que perigo!

Jogo cresceu muito e ficou mais aberto com as modificações.

Aos 31, Hélder recebeu na entrada da área, ajeitou o corpo e soltou a bomba. Ela passou rente ao ângulo direito de Grohe, que só olhou. Por sorte saiu.

Com o jogo se encaminhando para o final, o Bahia se atirou pra cima do Grêmio na base da pressão, empurrado pela torcida.

Aos 36, Hélder recebeu dentro da área, pela direita, atrás da zaga. Ele deixou a bola cair e soltou uma bomba, cruzado. Marcelo Grohe defendeu com o braço direito, salvando o Grêmio outra vez!

A pressão seguiu até o fim.

Aos 47 minutos, o Grêmio ainda teve uma oportunidade de ouro para ganhar o jogo: no contra-ataque, Léo Gago desceu com a bola dominada, esperou a corrida de Leandro e deixou o atacante gremista na cara do gol. Leandro tentou desviar, mas Marcelo Lomba fechou o ângulo e conseguiu fazer uma defesa milagrosa naquele que foi o último lance da partida.

Empate em 1 a 1.


O Tricolor, mais uma vez, deixa de lado o Brasileirão e volta sua atenções para fase de quartas de final da Copa Sul-Americana. Na terça-feira, no Olímpico, o Tricolor enfrenta o Millonarios de Bogotá no primeiro jogo do confronto em busca de uma vaga na semifinal da competição continental.
 

Foto: Romildo de Jesus / Lancepress / ClicRBS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Confecções Helenice
  • Vimesq
  • Revista Spelho
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Estação Fitness
  • Eficaz