Grossi Combustiveis
Cresol Sarandi
Cesurg Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cresol Sarandi
  • Taura Auto Peças
  • Laboratório Sarandi
  • Fornari Advogados Associados
  • Restaurante 4 Ases
  • Instituto Vida NOva
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Cotrisal
  • VS Gráfica Expressa
  • Gostinho Della
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Rômulo De Cezaro
  • Casarotto Imóveis
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Sicredi
  • X & Cia
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Milani Corretora de Seguros
  • Barbearia Da Luz
  • Barbearia 84

Siga nossa página

Na raça Grêmio vira em cima do São Paulo

A penúltima tarde de domingo da história do Estádio Olímpico foi inesquecível para aqueles mais de 45 mil torcedores que estiveram presentes no Monumental. Jogando com uma garra impressionante, o Grêmio venceu o São Paulo de virada pelo placar de 2 a 1 em jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por André Lima e Marcelo Moreno, todos na etapa final. Com este resultado, além de garantir matematicamente a vaga na Copa Libertadores de 2013, o Tricolor finalmente ultrapassou o Atlético MG na tabela de classificação chegando à vice-liderança.

11nov12 gremioxsp 226 l


PRIMEIRO TEMPO:


O Grêmio entrou em campo com apenas Marcelo Moreno como único atacante de origem. Coincidência ou não, os primeiros 17 minutos de jogo foram absolutamente sem nenhuma oportunidade de gol. Nem para Grêmio, nem para São Paulo.

O primeiro lance com algum perigo foi dos visitantes, aos 17 minutos: Osvaldo desceu pela esquerda, no fundo de campo, e fez o cruzamento no segundo pau. Luís Fabiano meteu a cabeça no ângulo esquerdo. Marcelo Grohe se esticou e meteu para escanteio. Grande defesa.

O Grêmio respondeu com força três minutos depois: Léo Gago arriscou de longa distância e quase surpreendeu Rogério Ceni. A bola viajou, encobriu o goleiro paulista e passou rente ao travessão! Muito perigo!

A partir dos 30 minutos, o Tricolor passou a dominar o jogo chegando com muito mais efetividade ao ataque.

Aos 31, Pará recebeu na direita, foi ao fundo de campo e cruzou no meio da área. Marcelo Moreno torneou de cabeça e mandou por cima.

Três minutos depois, Fernando cobrou falta da esquerda procurando a área outra vez. Souza se antecipou e, mesmo de costas, meteu a cabeça. A bola encobriu o travessão mais uma vez, passando com perigo.

Aos 36, Naldo, com raça, recuperou a bola no campo de ataque, pela direita e cruzou. Marcelo Moreno apareceu livre, mas não acertou o cabeceio. A bola passou à esquerda.

Dois minutos depois, Souza fez um lançamento perfeito buscando Moreno, atrás da zaga. O atacante poderia ter avançado mais, mas preferiu meter por cobertura. Faltou força, e Rogério Ceni fez a defesa.

Quando tudo indicava que o Grêmio abriria o marcador a qualquer momento, o São Paulo acabou favorecido com uma penalidade máxima cometida por Saimon. Aos 41 minutos, Rogério Ceni cobrou no canto esquerdo, tirando Grohe da foto.
São Paulo 1 a 0 e final de primeiro tempo com resultado injusto.

SEGUNDO TEMPO:


O Tricolor voltou para etapa final com a mesma equipe, mas com uma postura muito mais agressiva, em busca do resultado.

Logo aos três minutos, Zé Roberto fez grande jogada individual pela esquerda. Já dentro da área, tirou dois marcadores e chutou de direita, colocado. A bola passou rente ao poste esquerdo com Ceni só olhando.

Aos 10 minutos, Luxemburgo promoveu a modificação que mudaria definitivamente a cara do jogo: André Lima entrou no lugar de Souza.

Quatro minutos depois, apenas para avisar que ainda estava na partida, o São Paulo não ampliou por detalhe: escanteio na esquerda foi cobrado curto para Jadson. Ele cortou dois jogadores para o meio e soltou a bomba. A bola explodiu no poste direito. Que perigo!

No lance seguinte, aos 15 minutos, chegou o gol de empate do Grêmio. Zé Roberto desceu com a bola dominada e fez o passe para André Lima, entrando pelo meio. O Guerreiro Imortal dominou, ajeitou e chutou forte, rasante, no canto esquerdo. Rogério Ceni voou, mas chegou tarde demais! Golaço! André Lima!
Empate de 1 a 1!

A partir daí, o Grêmio promoveu uma das maiores pressões contra um adversário que o Olímpico já viu. O time partiu pra cima, empurrado pela torcida, espremendo o São Paulo contra seu próprio campo.

Aos 23, Marcelo Moreno puxou contra-ataque pela esquerda, deu para Léo Gago, no bico da grande área. O chute foi cruzado, e passou à esquerda.

Três minutos depois, Zé Roberto que apareceu dentro da área, pela esquerda. Mesmo sem ângulo, ele soltou a bomba. Rogério Ceni defendeu no susto!

No lance seguinte, Marco Antonio cobrou escanteio da esquerda, na pequena área. Marcelo Moreno subiu de cabeça e mandou no canto esquerdo. Rogério Ceni se esticou e fez um milagre salvando o time paulista. No rebote, Anderson Pico pegou na entrada da área e soltou a bomba. Rogério Ceni só olhou e a bola passou zunindo o travessão. Que pressão!

Aos 29 minutos, outra vez Pico em jogada individual. Passou por dois marcadores e chutou colocado da entrada da área. Rogério Ceni brilhou mais uma vez com defesa no canto esquerdo.

No minuto seguinte, Luxemburgo mudou o time outra vez: Marquinhos entrou no lugar de Marco Antonio.

Aos 31 minutos, o São Paulo chegou com perigo no contra-ataque. Luís Fabiano foi lançado atrás da zaga pela direita, entrou sozinho e só não marcou o segundo porque Marcelo Grohe foi arrojado e se atirou nos pés do atacante paulista para defender e salvar o Grêmio.

Mas a pressão gremista após o gol do empate não poderia passar em vão. Tanto martelou, tanto lutou, que o prêmio veio aos 39 minutos: Pará recebeu um longo lançamento na direita, ao lado da área, e partiu pra cima do marcador. Ele cortou pra dentro e cruzou de direita. Marcelo Moreno se antecipou à zaga e meteu a cabeça, com estilo, no ângulo esquerdo. Rogério Ceni nem se mexeu!
Golaço!
Grêmio 2 a 1 de virada!

O Olímpico explodiu numa alegria incontrolável. Uma mistura de sentimentos. Lágrimas se confundido com sorrisos e abraços.

Nos cinco minutos finais, praticamente não teve mais jogo.
Luxemburgo tirou Moreno e colocou Vilson para segurar.
E foi isso que aconteceu.

No apito final do árbitro, festa da torcida e dos jogadores no Monumental, mostrando a união de todos em busca de um só objetivo. O sucesso do Tricolor.

Com o resultado, o Grêmio garantiu matematicamente a vaga para Libertadores e agora volta suas atenções para decisão contra o Millonarios de Bogotá em busca das semifinais da Copa Sul-Americana. O jogo será na quinta-feira, na capital colombiana, às 22h15.


Público Pagante: 40.217
Público Não Pagante: 5.677
Público Total: 45.894
Renda: R$ 1.066.416,50 
 

Fotos: Lucas Uebel

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Confecções Helenice
  • Vimesq
  • Revista Spelho
  • Estação Fitness
  • Eficaz
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA