Cresol Sarandi
Cesurg Sarandi
Grossi Combustiveis
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Cesurg Sarandi
  • Nina Comunicação Visual
  • Rômulo De Cezaro
  • Xok's Sarandi
  • VS Gráfica Expressa
  • Restaurante 4 Ases
  • Barbearia 84
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Casarotto Imóveis
  • Hiper Mercado Wagner
  • ZF Colchões Bio Magistral
  • Sicredi
  • Gostinho Della
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • X & Cia
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Taura Auto Peças
  • Laboratório Sarandi
  • Cotrisal
  • Milani Corretora de Seguros

A cada 60 minutos, uma criança ou adolescente morre por arma de fogo

 

Dado faz parte de estudo da Sociedade Brasileira de Pediatria

A cada 60 minutos, uma criança ou um adolescente morre no Brasil em decorrência de ferimentos por arma de fogo. Entre 1997 e 2016, mais de 145 mil jovens com até 19 anos faleceram em consequência de disparos acidentais ou intencionais, como em casos de homicídio e suicídio. Os dados fazem parte de um levantamento divulgado hoje (20) pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

De acordo com o estudo, que considerou dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, em 2016, ano mais recente disponível, foram registrados 9.517 óbitos entre crianças e adolescentes no país. O número é praticamente o dobro do identificado há 20 anos – 4.846 casos em 1997 – e representa, em valores absolutos, o pico da série histórica.

O levantamento mostra que, a cada duas horas, uma criança ou adolescente dá entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento por disparo de arma de fogo. Entre 1999 e 2018, foram registradas quase 96 mil internações de jovens com até 19 anos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Despesas

As principais causas externas de morte por arma de fogo nessa faixa etária estão relacionadas a homicídios (94%), seguidos de intenções indeterminadas (4%), suicídios (2%) e acidentes (1%). No caso das internações, embora as tentativas de homicídio continuem na liderança (67%), é bastante expressivo o volume de acidentes (26%) envolvendo arma de fogo.

A avaliação contabilizou ainda as despesas diretas do SUS com pacientes atendidos após contato com armas de fogo. Nos últimos 20 anos, as internações de crianças e adolescente provocadas por disparos custaram mais de R$ 210 milhões aos cofres públicos.

O estudo considerou causas de morbidade hospitalar e mortalidade identificadas nas bases oficiais do Ministério da Saúde como acidentais, suicídios ou tentativas de suicídio, homicídios ou tentativas de homicídio e intenções indeterminadas.

arma de fogo 20

Agência Brasil

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Vimesq
  • Revista Spelho
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Eficaz
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness