Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
Cesurg Sarandi
Follow - Liv - G8 Pub
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Milani Corretora de Seguros
  • Barbearia 84
  • Casarotto Imóveis
  • X & Cia
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Rômulo De Cezaro
  • Cotrisal
  • Bortoluzzi Odontologia
  • VS Gráfica Expressa
  • Instituto Vida NOva
  • Barbearia Da Luz
  • Laboratório Sarandi
  • Restaurante 4 Ases
  • Fornari Advogados Associados
  • Sicredi
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Gostinho Della
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Taura Auto Peças
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito

Siga nossa página

Passo Fundo - Jovem é queimado vivo dentro de casa

Um crime brutal chocou moradores da rua Oscar Vieira, vila Donária, em Passo Fundo. Próximo das 3h da madrugada de ontem (30), dois homens, de aproximadamente 25 anos de idade, arrombaram a residência de uma família e atiraram gasolina em Renan Pinheiro, de 20 anos, que estava dormindo no sofá da sala. Logo após a dupla acendeu um fósforo e jogou na vítima. A mãe do jovem, que sofre de problemas mentais, acordou com os gritos do filho e foi socorrê-lo, atirando um coberto para apagar o fogo. Após o fato, os dois ainda indivíduos, ainda na residência teriam ameaçado de morte a mulher e duas filhas de 14 anos que dormiam junto.

Ao perceberem a movimentação na rua, a dupla fugiu para rumo desconhecido. A mãe pediu ajuda de vizinhos que levaram o jovem às pressas ao Hospital São Vicente de Paulo, onde foi constatado que ele estava com 90% do corpo queimado. Segundo o pai de Renan, os dois acusados são conhecidos do bairro e o motivo da brutalidade seria um acerto de contas. “Estamos muito apavorados com o que aconteceu, minha mulher estava em estado de choque e fizeram isso porque eu não estava em casa”, contou o pai do jovem queimado. 

a012policia3110

(Residência incendiada foi preservada até a chegada da perícia / FOTO JONAS LIMA)

Segundo o chefe de investigações da 1ª Delegacia de Polícia Civil, Volmar Menegon, durante todo o dia de ontem, familiares e testemunhas foram ouvidos e segundo informações, a motivação seria um acerto de contas entre o acusado e o pai do jovem ferido. 

A residência incendiada foi preservada durante a terça-feira por policiais da Brigada Militar, até a chegada de agentes do Instituto Geral de Perícias.

Violência
Além do jovem queimado, outros três homens sofreram tentativa de homicídio em um período de nove horas. Próximo das 20h30min, Roberto Carlos da Silva, de 42 anos, caminhava pela rua Sete de Setembro, bairro Centro, quando teria avistado seu sobrinho caminhando próximo a ponte e armado com um revólver. Segundo o boletim policial, um dia antes, Silva havia brigado com o sobrinho em uma discussão de trânsito.

Segundo a versão da vítima, o acusado teria o seguido e disparado quatro vezes em sua direção. Dois tiros teriam acertado o braço direito e os outros dois o tórax. Logo após o suspeito fugiu para rumo desconhecido. Um motorista que passava pelo local teria socorrido Silva e o levado até o Hospital São Vicente de Paulo, onde este recebeu atendimento emergencial. 

Cerca de meia hora depois do primeiro caso, policiais da Brigada Militar foram chamados para uma nova ocorrência, desta vez ocorrida no bairro Donária. 
Ao se deslocarem até a rua Setembrino Vieira, foram informados por populares que Leonardo Fernandes dos Santos, de 18 anos caminhava em via publica quando foi atingido por um disparo de arma de fogo na perna direita. A vítima começou a gritar por socorro até ser socorrido por vizinhos e encaminhado ao Hospital São Vicente de Paulo. O adolescente passou por cirurgia durante a madrugada. 

O segundo caso ocorreu às 5h30min da manhã de ontem na rua Deputado Fernando Ferrari, bairro São José. Olívio Lemes Alves, de 53 anos, teria sido esfaqueado por um vizinho, que segundo a polícia seria dependente químico. A filha da vítima, que mora próximo da casa do pai, teria acordado com os gritos de populares pedindo por socorro. Ao sair avistou seu pai ensangüentado e caído em via pública. A ambulância do Samu foi chamada e socorreu o ferido até o HSVP. Segundo a filha, durante o trajeto, Olívio teria dito que quem desferiu os golpes de faca foi o vizinho, conhecido na região pelo apelido de “Dedé”. O homem atendido no setor de emergência do hospital. 

Durante a tarde de ontem, agentes da 1ª Delegacia de Polícia Civil elucidaram os três casos.

Informações - Diário da Manhã

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Confecções Helenice
  • Eficaz
  • Vimesq
  • Estação Fitness
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Revista Spelho
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA