Cresol Sarandi
Cesurg Sarandi
Grossi Combustiveis
Follow - Liv - G8 Pub
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cesurg Sarandi
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Milani Corretora de Seguros
  • Fornari Advogados Associados
  • Casarotto Imóveis
  • Parada Obrigatória Consultoria e Assessoria de Multas de Trânsito
  • Restaurante 4 Ases
  • Cotrisal
  • Sicredi
  • VS Gráfica Expressa
  • Taura Auto Peças
  • Rômulo De Cezaro
  • Barbearia Da Luz
  • Gostinho Della
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Barbearia 84
  • X & Cia
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Laboratório Sarandi
  • Bortoluzzi Odontologia

Siga nossa página

Joaquim Levy diz estar confiante sobre acordo para dívida dos estados

000aarenan levy 7354O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse ontem (30) estar confiante em relação a um acordo para renegociação da dívida dos estados. Ele fez o comentário ao sair de uma reunião de cerca de uma hora com o presidente do Senado, Renan Calheiros.

“Estou muito confiante em um encaminhamento positivo. Há um entendimento generalizado dos entes [públicos]”, declarou Levy.

Apesar de mostrar confiança em relação a um acordo, o ministro informou que os estados terão de fazer concessões, indicando que o projeto de lei aprovado semana passada pela Câmara dos Deputados poderá sofrer ajustes no Senado.

“O importante é todo mundo contribuir para o ajuste. Hoje, a gente tem de vencer essa etapa para já criar as bases para a retomada do crescimento e do emprego. Acho que há cada vez mais convergência nesse entendimento”, acrescentou o ministro.

Atualmente, a dívida dos estados renegociada com a União no fim da década de 90 é corrigida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), mais 6%, 7,5% ou 9% ao ano. Um projeto de lei aprovado ano passado mudou o indexador para a taxa Selic (juros básicos da economia) ou a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mais 4% ao ano, prevalecendo o menor índice.

Como a lei da mudança dos indexadores não foi regulamentada até agora, semana passada a Câmara aprovou um projeto de lei com prazo de 30 dias para o governo federal aplicar os novos índices de correção aos contratos assinados.

A medida teria impacto fiscal de pelo menos R$ 3 bilhões para a União em 2015, ano em que o Ministério da Fazenda está comprometido em obter meta de superávit primário (economia para pagar os juros da dívida pública) de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país).

Agência Brasil

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Confecções Helenice
  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Revista Spelho
  • Estação Fitness
  • Eficaz
  • Vimesq
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA