Cesurg Sarandi
Cresol Sarandi
Grossi Combustiveis
Follow - Liv - G8 Pub
  • Grossi Combustiveis
  • Cresol Sarandi
  • Follow - Liv - G8 Pub
  • Cesurg Sarandi
  • Rômulo De Cezaro
  • Nina Comunicação Visual
  • X & Cia
  • Restaurante 4 Ases
  • VS Gráfica Expressa
  • Signomar Comércio de Bebidas
  • Rembecker Estruturas Metálicas
  • Barbearia 84
  • Casarotto Imóveis
  • Clínica Estética Vitallitá
  • Sicredi
  • Milani Corretora de Seguros
  • Teloken Engenharia LTDA
  • Taura Auto Peças
  • ZF Colchões Bio Magistral
  • Cotrisal
  • Laboratório Sarandi
  • Bortoluzzi Odontologia
  • Farmácia Nossa Senhora de Fátima
  • Gostinho Della
  • Drággon Artigos Esportivos
  • Home
  • Notícias
  • Saúde
  • Metade da água para o consumo humano no planeta está contaminada causando doenças intestinais

Metade da água para o consumo humano no planeta está contaminada causando doenças intestinais

 

not 2016092626805645 ggO programa Uirapuru Ecologia do último sábado abordou o tema a água como fator de saúde, com participação do médico gastroenterologista, Carlos Antônio Madalosso, que já escreveu sobre o assunto no livro “Envelhecendo com saúde”.

Segundo o médico, a água potável, indispensável para o ser humano, está cada vez mais diminuindo, mesmo ocupando 73% da área total do planeta. Madalosso destacou que 97% desse percentual de recurso disponível é de água salgada e imprópria para o consumo, restando 3% de água doce.

Ainda conforme ele, 77% desse recurso estão nas geleiras, 22% estão no subsolo ou nos aqüíferos e restando apenas 0,03% de água potável, distribuída entre lagos, rios e evaporação. Porém, Madalosso destacou que segundo análise feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 50% das águas superficiais de lagos e rios está contaminada.

O resultado é uma média assustadora de 4 bilhões de crises de doenças por ano, principalmente infecções intestinais, atingindo um a cada dois habitantes da terra.

Para Madalosso, a escassez de água potável é devido a falta de conscientização da população, principalmente no Brasil, onde a poluição nos rios é mais acentuada.

A redução de água potável vem sendo substituída pelo consumo da mineral. Madalosso alerta que a água mineral é considerada medicamentosa para algumas pessoas, porém, para algumas pessoas ela é prejudicial podendo afetar quem tem problemas renais e hipertensão.

Segundo o gastroenterologista, Carlos Antônio Madalosso, para evitar problemas de saúde a dica é não expor ao sol as garrafinhas da água, evitando que o calor faça com que o plástico libere substâncias nocivas ao organismo. Já para quem consome água de poço artesiano o ideal é fervê-la antes de ser bebida.

Por Jornalismo Rádio Uirapuru

DiárioRS

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.

rodape diario novo 05 12 15

CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre as notícias da região.

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

  • Drago Restaurante e Pizzaria
  • Vimesq
  • SCT Construtora e Incorporadora LTDA
  • Revista Spelho
  • Lancheria Grenal do Tainha
  • Eficaz
  • Confecções Helenice
  • Estação Fitness